Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
138 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56604 )
Cartas ( 21127)
Contos (12502)
Cordel (9854)
Crônicas (21849)
Discursos (3121)
Ensaios - (9995)
Erótico (13199)
Frases (41604)
Humor (17730)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137016)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4496)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->ESPERO QUE VOCÊ TENHA CONSCIÊNCIA DISSO. -- 16/09/2018 - 23:19 (Edmar Guedes Corrêa****) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O ser humano, embora racional, age quase sempre de forma instintiva e movido por paixões, relegando a razão para o segundo plano. Na política não é diferente. Pelo contrário: as paixões são ainda mais exacerbadas, seguindo uma lógica na mais das vezes sem o menor sentido. Claro que tal decorre da pouca instrução e da completa falta de conhecimento do eleitor acerca do funcionamento do sistema político e da governança de um país, já que o eleitor comum tem muito com o que se preocupar em vez de perder o seu precioso tempo, procurando entender como funciona o sistema político de seu país. Obviamente, nos países mais desenvolvidos as crianças aprendem isso desde cedo; mas isso não ocorre em países subdesenvolvidos como o Brasil, onde a grande maioria da população é analfabeta política e desconhece o funcionamento do Sistema Político Brasileiro. Essas eleições deixam isso bem claro. Movido por paixões políticas, o eleitor brasileiro, tanto de esquerda quando o de direita (a maioria nem sabe diferenciar entre esquerda e direita) vota no candidato sem se importar com a ideologia partidária, já que por mais uma anomalia da política brasileira, onde os partidos são preteridos em nome da individualidade do sujeito, assim como também vota no indivíduo sem levar em conta a capacidade desse de governar de fato. Isso vem ocorrendo, com algumas exceções, desde a redemocratização. E mais uma vez ocorre nesse pleito, onde um grande número de eleitores, senão a maioria, prefere apostar em promessas mirabolantes, impactantes e as quais atende os anseios de grande parte da população. Digo mirabolantes porque os candidatos passam para o eleitor a impressão de que são super-heróis, de que num passe de mágica os problemas serão resolvidos por ele, quando na verdade a coisa não é bem assim. Qualquer solução tem de passar pelo crivo do Congresso Nacional e aí que está o grande problema: a representatividade e apoio político. Embora ignorem, a nossa Constituição é parlamentarista, dando plenos poderes aos deputados e senadores. Aliás, quando foi escrita, imaginava-se que o Brasil adotaria o parlamentarismo no Plebiscito de 1993 previsto na Carta Magma de 1988, mas isso não aconteceu. Então houve uma reforma para adaptar a Constituição ao presidencialismo, porém pouca coisa foi mudada, já que os parlamentares não quiseram perder o poder que tinham adquirido na Constituição de 1988. Assim, criou-se uma anomalia que perdura até hoje: os parlamentares têm mais poder de decisão que o Presidente da República, inclusive, por maioria simples, podem derrubar um veto presidencial. Ou seja: quem manda de fato é o Congresso e não o presidente. Aliás, se não fosse assim, dois presidentes não teriam sofrido um processo de impeachment nos últimos 25 anos e o Congresso não teria boicotado os dois últimos até levar a completa desgovernança, como ocorreu com o segundo mandato de Dilma em 2014, embora ela tenha sua parcela de culpa (não estava a altura do cargo). Temer é outro que se tornou refém do Congresso e se tornou uma indigesta figura decorativa na presidência, odiado por todos. E Lula só conseguiu governar porque é um grande articulador e usou o dinheiro desviado da Petrobras para conseguir apoio político. Agora imagine um Bolsonaro, uma Marina Silva, um Amoedo ou Bulhões no Planalto? O que farão? Talvez nos primeiros três meses ainda podem dar a sensação de governabilidade, mas não passarão disso. Serão trucidados pelos parlamentares como ocorreu com Collor em 1990 e com Dilma em 2015, ainda mais que teremos um parlamento dominado pelo centro e pela esquerda. Qualquer governo de direita fracassará, por mais apoio que tenha do empresariado e do mercado financeiro e de uma parcela considerável da população (Collor é o maior exemplo) não sobreviverá. Só que o eleitor não tem a menor noção disso e acredita equivocadamente que seu candidato por si só vai cumprir as promessas de campanha e resolver os problemas do país. Grande ilusão. Não vai. Pelo contrário: poderá afundar o país numa crise ainda maior; não só econômica como também social e política, bem mais profunda que a atual. Se os citados acima não servem, então qual o melhor candidato? Não cabe a mim dizer. Até porque eu mesmo ainda não me decidi. Mas antes de votar com o coração, vou votar com a razão, pensando não em mim mesmo e nos meus próprios interesses, mas no que é melhor para o Brasil. Afinal ninguém é uma ilha e menos ainda o Brasil o é; pelo contrário: ele está inserido num contexto internacional onde o que ocorre aqui tem consequências que se refletem no resto do mundo. Dependendo da gravidade da situação, o país poderá sofrer sanções e acabar numa convulsão social. Por isso, até depositar o meu voto na urna, vou refletir incansavelmente; sei o quanto meu erro poderá custar. Espero que você tenha também consciência disso e não faça merda com o seu voto.


ENCONTRE-ME TAMBÉM:
NO RECANTO DAS LETRAS
NO FACEBOOK
TWITTER
NO MEU BLOG



LEIA OUTROS ARTIGOS DE MINHA AUTORIA:
UM PERIGO CHAMADO BOLSONARO
A GREVE DOS CAMINHONEIROS
O FAVORITO PARA VENCER EM OUTUBRO
O DEJAVU DAS ELEIÇÕES DE 2018
MESMO PRESO, LULA É O FAVORITO
OS ATAQUES À CARAVANA DO LULA
HADDAD: UMA OPÇÃO MELHOR QUE LULA
O CAMINHO ERRADO DE LULA
O QUE ESPERAR DE 2018
O EMBLEMÁTICO CENÁRIO PARA 2018
FAÇA SUA PARTE
A HORA QUE CUNHA ABRIR A BOCA
A DERROCADA DO PT
O OCASO DO GOVERNO DILMA
A MALDIÇÃO DO GOVERNO TEMER
JÁ VIMOS ESSE FILME
CAI A MÁSCARA DO IMPEACHMENT"
VEM AÍ UM PERÍODO DE TREVAS"
O SALVADOR DA PÁTRIA"
DILMA CAIU PELOS PRÓPRIOS ERROS
O QUE A HISTÓRIA RESERVARÁ À DILMA
O PORQUÊ DE DILMA ESTÁ PERDENDO O MANDATO
MENOS GENTE QUER O IMPEACHMENT
MAIS UMA VEZ O PMDB AJUDA DILMA
É POR DEBAIXO DOS PANOS
PEDRO CORREA E O FUTURO DA LAVA A JATO
O EMBATE ENTRE LULA E SÉRGIO MOURO
TÁ NA HORA DE DESLIGAR OS APARELHOS
A LAVA A JATO CHEGA AO LULA
DELCÍDIO E O FIM DO GOVERNO DILMA


NÃO DEIXE DE LER: 30 TEXTOS MAIS LIDOS DA USINA NOS ÚLTIMOS 6 MESES
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 267Exibido 205 vezesFale com o autor