Usina de Letras
Usina de Letras
   
                    
Usina de Letras
79 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 54936 )
Cartas ( 21059)
Contos (12122)
Cordel (9541)
Crônicas (21128)
Discursos (3109)
Ensaios - (9910)
Erótico (13133)
Frases (39891)
Humor (17552)
Infantil (3560)
Infanto Juvenil (2308)
Letras de Música (5413)
Peça de Teatro (1311)
Poesias (135633)
Redação (2874)
Roteiro de Filme ou Novela (1035)
Teses / Monologos (2374)
Textos Jurídicos (1913)
Textos Religiosos/Sermões (4194)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->14. A SERPENTE ENCANTADA (Última mensagem da obra.) -- 28/03/2003 - 06:48 (wladimir olivier) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
WLADIMIR OLIVIER

Raciocinemos sob a influência da impressão obtida a partir do título. Não é verdade que demos uma ligeira volta pela Índia, vimos os encantadores de serpentes, suas flautas e as najas erguendo-se de dentro dos cestos, acompanhando o movimento pendular dos faquires?

Pois eu juro que não pretendia sugerir nada disso, já que a intenção deste escrito é a de tornar a alma do leitor prevenida quanto às seduções dos gozos materiais e sua relação com os efeitos mais ou menos dolorosos das decepções que todos sofremos ao aportarmos na pátria espiritual.

Sei que a minha serpente está mais para a da história bíblica do pomo, de Adão e de Eva. No entanto, se valer a aproximação no campo mítico e também psíquico, que peque por excesso aquele que deduzir assim, já que não é de temer-se, num escrito simples e despojado, que as coisas não sejam tão perfeitas.

Pois bem, a nostalgia da vida material, que muitos aqui sentem, está relacionada ao fato de estarmos carentes de virtudes, uma vez que nenhum de nós tem capacidade suficiente para demonstrar autonomia intelectual ou, ao menos, alguma qualidade estilística de destaque.

Em todo o caso, esforçamo-nos e conseguimos alguns textos com recomendações comuns, onde o mais importante é a transmissão de nosso afeto, sem buscarmos cativar pelo encantamento das idéias originais ou da inteligência superior.

Escrito desta forma, apesar de não ser algo demasiado simples ou pueril, também não expressa superior discernimento, ainda mais porque nos empenhamos em dar ênfase à modéstia como qualidade dos espíritos de luz. Se, como é o caso, não deixarmos rastro no areal da sabedoria, ao menos que se deduza que estamos empenhados em dar de nós de forma bastante coerente e honesta.

Satisfaremos a ânsia dos leitores desejosos de esclarecimentos sutis? É muito pouco provável. O mais certo é que logremos deixar mensagem eivada de defeitos, embora nos digamos instigados pela melhor das intenções.

Se a nossa serpente não inocular na alma dos leitores o veneno da desconfiança ou da dúvida, ficaremos bastante felizes e agradeceremos ao Senhor pela oportunidade que desfrutamos nestas tardes de psicografia.

É o bastante.

Sebastião, pelo “Grupo dos Felizes Folgazões.”


Indaiatuba, de 24.06 a 02.10.02.
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui