Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
108 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56601 )
Cartas ( 21127)
Contos (12502)
Cordel (9854)
Crônicas (21849)
Discursos (3121)
Ensaios - (9994)
Erótico (13199)
Frases (41604)
Humor (17729)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (137016)
Redação (2886)
Roteiro de Filme ou Novela (1049)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4496)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Família -- 03/11/2018 - 16:33 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Gostaria muito entender o significado de família na vida de uma pessoa, já que os sofrimentos começam a partir dela. Quanta gente não se sente tão abandonada no sacro seio familiar? O primeiro contato com o bullying e o constrangimento que ele provoca é justamente no âmbito da família. O que mais provoca náusea, nesse sentido, é justamente a divulgação hipócrita do amor na família. O olhar o outro com respeito nem sempre é premissa da família, onde muitas vezes, ignora o bem que poderia estar ao seu alcance. Infelizmente, o que existe é muito marketing com relação a esse tipo de relacionamento. O que justifica um jovem com toda a boa sorte de nascer numa “família” aparentemente aceitável, cometer suicídio, e buscar outras fontes de realidade? Não só as palavras não ditas sufocam, mas um ambiente familiar regrado de falta de respeito é capaz de causar danos sociais irreversíveis na vida de uma pessoa. Embora nas entrelinhas deste texto, vá o leitor pensar que relato algo pessoal, gostaria de afirmar que não ouso, pois não me julgo capaz de apontar erros próximos,quando sou uma colcha de retalhos mal costurados. Quando descrevo sobre o bullying familiar, e a falta de respeito pelo ser filho, ser pai, ser mãe, ser irmão… sinto que falo da rotina da humanidade. A habilidade e o porquê deveriam ser dois fatores essenciais para se constituir uma família no sentido lato do amor universal. Não é o que ocorre. Se realmente a família fosse algo tão humano, não haveria a necessidade de Cristo sair pelo mundo a pregar amor e respeito pelo próximo que é pai, mãe, irmã, irmão. Ainda não entendo muita coisa nessa vida de tão surreal que se apresenta, mas tenho a lucidez suficiente para perceber que sem respeito ao próximo não posso atingir o conhecimento do eu. Só quando me encontro e me conheço, percebo a enorme diferença entre ser e estar nessa vida de passagem. Portanto, vamos nos auto-perceber enquanto a cegueira de nossas vaidades não nos atingem. Que o natal, não seja um período a mais de hipocrisia com entrega de presentes, ceias e bebidas que no fim transformam um mundo de frustrados em um perfeito ópio. Acredito que o pior ópio que existe, seja a felicidade sobrenadante de uma hipocrisia e fuga dos reais problemas familiares que são empurrados tapete abaixo até o dia do momento de serem expostos nas desavenças. Sim, porque ainda só conseguimos enxergar e julgar os erros próximos, enquanto expurgamos os nossos na conveniência que nos compete.
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui