Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
32 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56424 )
Cartas ( 21156)
Contos (12574)
Cordel (9961)
Crônicas (22080)
Discursos (3130)
Ensaios - (8871)
Erótico (13328)
Frases (42863)
Humor (18223)
Infantil (3700)
Infanto Juvenil (2513)
Letras de Música (5461)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137711)
Redação (2905)
Roteiro de Filme ou Novela (1051)
Teses / Monologos (2384)
Textos Jurídicos (1918)
Textos Religiosos/Sermões (4608)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->Passeei demasiado* -- 15/04/2019 - 17:23 (Benedito Pereira da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Passeei demasiado*

Frequentemente adjetivos na forma masculina, ou antes, neutra, são empregados como advérbios: Eles falam forte (fortemente) -- Rezem baixo -- Leia alto -- Responda calmo -- O remo compassado fere frio.

Chama Carneiro Ribeiro os adjetivos que essa função exercem vocábulos adverbiados e dá como exemplos as seguintes palavras:

afoito
alto
baixo
barato
caro
certo
chão
claro
contínuo
delgado
demasiado
direito
diverso
doce
duro
exato
fiado
fino
folgado
forte
frio
gostoso
grosso
imenso
infinito
junto
ligeiro
manifesto
manso
mole
nímio
primeiro
raro
rasgado
rijo
sério
sobejo
segundo
suave
súbito 

"Quem és tu, que esse estupendo corpo certo me tem maravilhado? (Camões) -- "Que a neve está contínuo pelos montes,  gelado o mar, geladas sempre as fontes" (Camões) -- "Como um ladrão que de medo vai passo, quedo e sutil" (Gonçalves Dias).

* Citado por Napoleão Mendes de Almeida, in "Dicionário de Questões Vernáculas", verbete Passeei demasiado, São Paulo (SP): Editora Caminho Suave, 1981, p. 227.




Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Seguidores: 23Exibido 13 vezesFale com o autor