Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
44 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56735 )
Cartas ( 21160)
Contos (12583)
Cordel (10005)
Crônicas (22135)
Discursos (3131)
Ensaios - (8937)
Erótico (13379)
Frases (43213)
Humor (18338)
Infantil (3739)
Infanto Juvenil (2600)
Letras de Música (5463)
Peça de Teatro (1315)
Poesias (137959)
Redação (2915)
Roteiro de Filme ou Novela (1053)
Teses / Monologos (2387)
Textos Jurídicos (1922)
Textos Religiosos/Sermões (4728)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Artigos-->O cavalo de ESTIMA ação -- 27/07/2019 - 12:45 (Padre Bidião) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
O cavalo de ESTIMA ação do Mosteiro Bidiônico 

A cavalaria ficava a poucos metros do mosteiro e como sempre gostei de animais, em especial, os equinos, todos os dias ia até as baias para apreciar a beleza e exuberância destes animais da Fazenda bidiônica. Sempre pratiquei a equitação e adorava montar no Quarto de Milha que se chamava o El Gregor. Sua ferradura era semelhante ao meu humor na hora da prega ação do Evangelho Bidiônico que em breve será publicado pelo Palácio Central. Era uma ferradura que encantava as barbies frequentadoras e mantenedoras da ação beneficente bidiônica. Brilhava feito ouro embora o coice fosse impreciso, pois só acertava os pobres de beira de estrada. Parece que o El Gregor não gostava muito de pobre e preferia manter certa distância com uma superioridade digna de um cavalo elegante que cavalgava com suavidade quando montado por Barbie. Sempre tive preferência por esse animal que garantia a aproximação e o bem estar fazendeiro Bidiônico, pois só assim, a filosofia bidiônica seria mantida. Animal encantador que a cada Barbie avistada, curvava os membros anteriores em sinal de respeito e admiração, pois elas lhes forneciam a silagem de milho da melhor safra.
El Gregor sempre foi meu companheiro e assim, sentia que sozinho não estava, pois pelo menos o animal a mim se assemelhava.

Palavra da Salvação 

Padre Bidião 

Marcos Alexandre Martins Palmeira 
Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui