Usina de Letras
Usina de Letras
                    
Usina de Letras
111 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 56472 )
Cartas ( 21122)
Contos (12490)
Cordel (9844)
Crônicas (21812)
Discursos (3123)
Ensaios - (9984)
Erótico (13198)
Frases (41503)
Humor (17697)
Infantil (3604)
Infanto Juvenil (2328)
Letras de Música (5448)
Peça de Teatro (1312)
Poesias (136959)
Redação (2885)
Roteiro de Filme ou Novela (1048)
Teses / Monologos (2381)
Textos Jurídicos (1917)
Textos Religiosos/Sermões (4478)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Contos-->Bem acima de nossas cabeças -- 08/01/2004 - 19:20 ( Andre Luis Aquino) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
Bem acima de nossas cabeças (onde quer que elas estejam) aconteceu uma reunião muito importante, Jesus reuniu todo o seu ministério para debater quais seriam os rumos do seres humanos e cada ministro teve a sua oportunidade de falar.
Então o mestre Nazareno pergunta a Gandhi, seu ministro da paz:
“Querido, quais são as perspectivas de paz para a humanidade?”
- A terra provê o suficiente para a necessidade de todos os homens, mas não para a voracidade de todos.
Nunca perca a fé na humanidade, pois ela é como um oceano. Só porque existem algumas gotas de água suja nele, não quer dizer que ele esteja sujo por completo.
Não há caminhos para a paz, a paz é o caminho.
E Jesus então satisfeito com a resposta do seu ministro da paz voltou-se para seu ministro da felicidade, Charles Chaplin e fez a seguinte pergunta:
“Querido, ando muito preocupado com a felicidade da humanidade na terra e gostaria de saber o que você pensa, o que falta aos homens para serem felizes?”
- Todos nós desejamos ajudar uns aos outros. Os seres humanos são assim. Desejamos viver para a felicidade do próximo - não para o seu infortúnio. Por que havemos de odiar e desprezar uns aos outros? Neste mundo há espaço para todos. A terra, que é boa e rica, pode prover a todas as nossas necessidades.
O caminho da vida pode ser o da liberdade e da beleza, porém nos extraviamos. A cobiça envenenou a alma dos homens ... levantou no mundo as muralhas do ódio ... e tem-nos feito marchar a passo de ganso para a miséria e os morticínios. Criamos a época da velocidade, mas nos sentimos enclausurados dentro dela. A máquina, que produz abundância, tem-nos deixado em penúria. Nossos conhecimentos fizeram-nos céticos; nossa inteligência, empedernidos e cruéis. Pensamos em demasia e sentimos bem pouco. Mais do que de máquinas, precisamos de humanidade. Mais do que de inteligência, precisamos de afeição e doçura. Sem essas virtudes, a vida será de violência e tudo será perdido.
E Jesus mais uma vez ficou muito satisfeito com aquelas belas e fortes palavras e dessa vez voltou-se ao seu ministro da inteligência, Albert Einsten:
‘Querido, gostaria de saber na sua opinião porque o homem usa tão mal a inteligência que o nosso pai concedeu, porque você acha que o homem não consegue encontrar o caminho certo?”
- A imaginação é mais importante que o conhecimento, quando o homem perceber isso em toda a sua plenitude terá começado a trilhar o caminho certo.
Vivemos numa época perigosa. O homem domina a natureza antes que tenha aprendido a dominar-se a si mesmo.
A palavra progresso não terá qualquer sentido enquanto houver crianças infelizes
O mundo não está ameaçado pelas pessoas más, e sim por aquelas que permitem a maldade.
Após essas palavras Jesus teve mais uma vez a certeza que estava mesmo cercado de pessoas especiais e então voltou-se para o seu ministro das relações humanas William Shakespeare e fez a seguinte indagação:
“Querido, gostaria de saber de você o que pensa sobre as relações humanas, porque você acha que elas são tão complicadas, por que será que as pessoas estão ficando cada vez mais solitárias?”
- Não importa quão boa seja uma pessoa, ela vai feri-lo de vez em quando e precisamos perdoá-la por isso.
O mundo é um palco, os homens e mulheres, não mais que meros atores. Entram e saem de cena e durante a sua vida não fazem mais do que desempenhar alguns papéis.
Você faz suas escolhas e suas escolhas fazem você. Em nossas ilusões, renunciamos ao que possuímos pelo que esperamos possuir. Todo homem deveria ser aquilo que parece ser.
E depois dessas considerações Jesus finalmente voltou-se para a sua ministra do amor, Madre Tereza de Calcutá e fez a derradeira pergunta:
“Querida, gostaria de saber de você sobre o que pensa em relação ao amor que os homens sentem um pelos outros, você o acha suficiente?”
- Sabemos que o que fazemos é somente uma gota d´água no oceano. Mas, se não fizéssemos isso, esta gota faltaria
Não é o que fazemos, mas o amor com que o fazemos que conta. Se não pudermos fazer grandes coisas, façamos com grande amor as pequenas coisas.
Acredito que uma pessoa que se prende a riquezas, que vive preocupada com riquezas, é na verdade muito pobre. Uma vez pedi um conselho a meu confessor sobre a minha vocação. Perguntei:
“Como posso saber se Deus está me chamando e para que Ele está me chamando?”
Ele me respondeu: “Você saberá por intermédio de sua felicidade. Se estiver feliz com a idéia de que Deus a chama para servi-Lo e a seu próximo, essa será a prova de sua vocação. O contentamento profundo do coração é como um imã que indica a estrada da vida. É preciso seguí-lo, ainda que você entre em um caminho cheio de dificuldades
E diante dessas palavras Jesus encerrou a reunião com a certeza que a humanidade um dia encontraria o seu caminho pois nela viveram e ainda vivem pessoas capazes de coisas incríveis e magnificas.


P.S.: As falas dos personagens são frases atribuídas aos mesmos. Somente pessoas especiais como estas poderiam dizer tanta coisa maravilhosa, existem palavras que valem por 1000 imagens. Só no céu mesmo para estas pessoas maravilhosas estarem reunidas.

meucaminhar@yahoo.com.br
Comentários

O que você achou deste texto?       Nome:     Mail:    

Comente: 
Informe o código de segurança:          CAPTCHA Image                              

De sua nota para este Texto Perfil do Autor Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui