Usina de Letras
Usina de Letras
72 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60342 )

Cartas ( 21288)

Contos (13385)

Cordel (10358)

Cronicas (22275)

Discursos (3191)

Ensaios - (9711)

Erótico (13520)

Frases (48222)

Humor (19544)

Infantil (4823)

Infanto Juvenil (4171)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139323)

Redação (3114)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5804)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Alyne Roberta Neves Costa
Destaque esse autor
Site:
Perfil:



Sou Alyne Roberta Neves Costa, nascida em 27/05/71 (signo : Gêmeos, Ascendente: Câncer e Lua em Áries) na cidade de Caetité-Bahia, pequena e linda cidade do sertão baiano e que, nas palavras de meu pai, possui a mais bela praça do planeta. Ali nascida, porém dividida entre Igaporã e Salvador.
Em Igaporã, também no sertão da Bahia e vizinha à Caetité, vivi os mais doces momentos da minha infância, lugar em que durante as férias escolares desfrutava a terna companhia de meus avós maternos e tive a oportunidade de subir em árvores nos mais belos quintais que já vi.
Os quintais de Igaporã eram belos porque não eram apenas quintais, e sim o palco de um fértil imaginário infantil, saboreei magas, goiabas e umbus colhidos por minha própria mão, tomei banho de tanquinho de lavar roupas que chamávamos de “vasca”, participei de cozinhados e aniversários de boneca.
Mudei para Salvador em 1977, com a idade de 6 anos, cidade que conheço e amo cada ladeira, cada esquina, cada Terreiro e cada Igreja. Formei em Direito pela UFBA em 25/09/01, escrevo poesias desde 10 anos de idade e agradeço a minha paixão pela literatura a duas maestrinas: Sibele e Madalena, respectivamente, minhas professoras de Redação e Literatura no Colégio Antônio Vieira. Amo Gregório de Matos, Drummond, Quintana, Florbela Espanca, Manoel de Barros, Rimbaud, Cecília Meireles, Adélia Prado e Renato Russo.
Musicalmente sou muito eclética, mas bom pra ouvir mesmo é Chico Buarque, Gil, Caetano, em síntese MPB, além de Elton John, The Mama’s and the Papa’s, Legião Urbana, Rita Lee, Zeca Baleiro e Los Hermanos. Recentemente
Em 2002, incentivada por minha tia e amiga Maria comecei o curso de pintura contemporânea nas Oficinas do Museu de Arte Moderna da Bahia (MAM), onde com meu professor Iuri Sarmento dei minhas primeiras pinceladas e me apaixonei pelas artes plásticas. Admiro muitíssimo a pintura de Henri Matisse e Gustav Klimt e no Brasil: Tarsila do Amaral, Djanira, Sante Scaldaferri, Rubem Valentim e Floriano Teixeira.
Aos 23 anos tive meu primeiro filho, Victor Costa Amorim, hoje com 9 anos, meu verso mais promissor.
Sou uma mulher pacata, que gosta de apreciar o valor e a beleza das coisas simples e que também sei valorizar, esporadicamente o fulgor do luxo. O luxo, o exagero, os neons e os excessos têm o Dom latente de despertar a perplexidade, me dilatam as pupilas e me despertam emoções. Eu vejo arte nas vitrines do mundo.
Alyne Roberta Neves Costa
Salvador, janeiro de 2002


Livros Publicados:

 
 
Destaque esse autor
 
Fale com o autor