Usina de Letras
Usina de Letras
43 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59671 )

Cartas ( 21255)

Contos (13330)

Cordel (10321)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9538)

Erótico (13486)

Frases (47222)

Humor (19421)

Infantil (4628)

Infanto Juvenil (3940)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138785)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5662)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cartas-->Amigo William -- 21/10/2021 - 07:13 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

 

 

 

Amigo William

Viveste uma Copa do Mundo a mais do que eu, e passaste, assim, por um vexame a mais. Mas no resto, vimos empatando, o que parece, ao Pai compraz. Sempre atuando em times opostos, fizemos a honraria, à riviria, do par ou ímpar, mas a negra, tão esperada, continua sendo adiada. Enquanto cresce e envelhece a nossa rapaziada. Boot Hill, ou OK Corral?

Tá tudo na programação, e ninguém perde por esperar. For sure, Heaven can wait. And weigh?

 

De volta a Beagá, quase cinco décadas passadas, o que resta, e presta, é a história, gravada, depurada na memória. E pelas Letras e outras tantas tretas, sem garbo ou gretas, é que fomos marchando, novos rumos trilhando.

 

Depois, sem pieguice, ganhamos toda essa nossa mundice. A lusa Copenhaga deu os caminhos da saga. Sob o suor em baga, apesar do quase sempiterno inverno.

 

E o mió já aconteceu. Até naquele fabuloso conto dos ói d´água tu creu. E foste compondo poemice mundafora. E eu, que achava disso tudo uma patologia, quem diria, contraí-a...

 

E quites vamos: de Bolinha não te chamei, e de Pavão me poupaste.

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 25Exibido 64 vezesFale com o autor