Usina de Letras
Usina de Letras
49 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60362 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3193)

Ensaios - (9714)

Erótico (13520)

Frases (48249)

Humor (19550)

Infantil (4828)

Infanto Juvenil (4179)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139358)

Redação (3118)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Contos-->28.12.2021 -- 28/12/2021 - 09:52 (TARCISO COELHO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Ensinava o grande Albert Schweitzer, que herói não é o homem da ação.  Herói é o homem da renúncia.

Renunciar ao ódio, à vingança, aos vícios, aos ressentimentos, à inveja, aos bens, aos interesses mundanos, eis aí o grande heroísmo. 

É fácil apegar-se. Difícil é desapegar-se. E poucos conseguem praticá-lo!

Paulo de Tarso tem a receita. Ei-la: "viver como possuindo tudo, nada tendo, com todos e sem ninguém". 

O ato da renúncia é mais louvável do que o ato do apego. E a gente vive, o tempo todo, se apegando às coisas, ás pessoas, aos lugares, como se essas coisas, essas pessoas, esses lugares estivessem, sempre, à nossa disposição.

Renunciar é um ato de coragem!

*Carlos Romero Giménez, Jiménez às vezes erroneamente escrito, (7 de Novembro de 1890[1] - 11 de Setembro de 1978)*

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 6Exibido 253 vezesFale com o autor