Usina de Letras
Usina de Letras
45 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59671 )

Cartas ( 21255)

Contos (13330)

Cordel (10321)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9538)

Erótico (13486)

Frases (47222)

Humor (19421)

Infantil (4628)

Infanto Juvenil (3940)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138785)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5662)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->MEU AMIGO INVISíVEL -- 01/11/2021 - 10:38 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Conversar com as pessoas

Tornou-se uma coisa rara

Olhar direto na cara

Deixou de ser coisa boa

Agora só se faz loas

À tecnologia incrível

Que torna tudo insensível

Não se vê quem está ao lado 

Namorada ou namorado

Só o amigo invisível

 

Com o tal home office

Sem um colega do lado

Você fica bitolado

De atenção tem um défice

A gula chega ao ápice

Controlar é impossível

Só rede sociais é crível

Com máquina se conversa

É ela quem o alicerça

Ao seu amigo invisível

 

Como se fosse um zumbi

O povo só anda nas ruas

Vivendo no mundo da lua

Sem saber pra onde ir

Do mundo querendo fugir

Em um dilema terrível

Só a máquina é visível

Neste mundo de ilusão

Pra próxima geração

Será bastante horrível

 

 

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA, SETEMBRO/2021

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 25Exibido 57 vezesFale com o autor