Usina de Letras
Usina de Letras
75 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60374 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22278)

Discursos (3194)

Ensaios - (9719)

Erótico (13520)

Frases (48268)

Humor (19559)

Infantil (4832)

Infanto Juvenil (4183)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139386)

Redação (3120)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5814)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->EU SOU MATUTO DA GEMA DO OVO DE CAPOEIRA -- 01/07/2022 - 08:21 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Andei dentro de caçuá

Em cima de um jumento

Tronco de pau foi meu assento

Na cuia bebi aluá

Fui picado por mangangá

Enfiei faca em bananeira

Brinquei muito de bandeira

Arroz peneirei na urupema

Eu sou matuto da gema

Do ovo de capoeira

 

Comi bolo de carimã

Com café no banho maria

Garrafa térmica não havia

Brinquei com roda de rolimã

No sertão não tinha maçã

Aparei água na biqueira

Botei fogo em caieira

Jogador ruim é postema

Eu sou matuto da gema

Do ovo de capoeira

 

Sandália era currulepas

Brincadeira de peteca

Menina tinha boneca

Comi guaru e não pepa

Tive lombriga, não cepa

A erva era cidreira

Pra diarreia chá de goiabeira

Tomei até chá de jurema

Eu sou matuto da gema

Do ovo de capoeira

 

Tomei cambica de cajá

Montei forjo no mato

No meio de unha de gato

Não peguei um só preá

Jantei carne de gambá

Dei uma grande carreira

Abaixo em uma ladeira

Com medo duma seriema

Eu sou matuto da gema

Do ovo de capoeira

 

MOTE: HELIODORO DE MORAIS

GLOSA : HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA, JUNHO/2022

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 27Exibido 77 vezesFale com o autor