Usina de Letras
Usina de Letras
69 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60285 )

Cartas ( 21285)

Contos (13379)

Cordel (10352)

Cronicas (22252)

Discursos (3187)

Ensaios - (9687)

Erótico (13520)

Frases (48083)

Humor (19493)

Infantil (4788)

Infanto Juvenil (4142)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1344)

Poesias (139186)

Redação (3100)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2436)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5773)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->TERAPIA -- 15/06/2022 - 03:56 (MARIA CRISTINA DOBAL CAMPIGLIA) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

TERAPIA

 

Empresta-me tua lanterna

restam-me poucas pernas.

 

Essa troca de essencias

são chás energizantes

fazem parte dos encontros

descobertas,

porta aberta

 

aprender é estar atenta

às cutucadas e rasteiras

a vida é cheia de códigos

não há manuais,

só lanternas.

 

Você ilumina por dentro

o túnel que vem comigo

os labirintos ocultos

os precipicios antigos

e afirmas que é coisa minha...

 

Neste emaranhado de dias

tecemos partes da teia

me ajudas a dar sentido

às minhas loucuras inteiras.

A solidão companheira.

 

Curam-se umas feridas

abrem-se novas fendas

sei que somos enormes

quase como planetas.

É preciso lanterna.

----------------------------------------------------------------------------------------------------------<>-----------------------------------------------------------------------------

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 2Exibido 27 vezesFale com o autor