Usina de Letras
Usina de Letras
19 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62477 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50864)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->MAMÃE, SEM OS TEUS CARINHOS EU JURO QUE NÃO SOU NADA! -- 15/05/2007 - 16:15 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Mesmo com dias de atraso
mas, das mães é todo dia
por nós vivem em agonia,
às vezes sofrem descaso,
outras moram no parnaso.
Esta pessoa tão amada,
que nunca está cansada
que nos ensina os caminhos.
Mamãe, sem os teus carinhos
Eu juro que não sou nada!

Pelos filhos dá a vida,
que nas noites de vigília
se apega a sua homília
mesmo de sono caída
não vai para sua dormida
fica aguardado chegada
do filho que foi pra noitada,
às vezes lhe dá bolinhos.
Mamãe, sem os teus carinhos
Eu juro que não sou nada!


Mote: Dilson Melo
Glosas: Henrique César Pinheiro.
Fortaleza, CE, 15/05/2007.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 1071 vezesFale com o autor