Usina de Letras
Usina de Letras
76 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60342 )

Cartas ( 21288)

Contos (13385)

Cordel (10358)

Cronicas (22275)

Discursos (3191)

Ensaios - (9711)

Erótico (13520)

Frases (48222)

Humor (19544)

Infantil (4823)

Infanto Juvenil (4171)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139323)

Redação (3114)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5804)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Noites -- 02/01/2005 - 22:37 (Arthur Nogueira Lazaro) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Noites



Clareia o sol

De manha o dia encobre cada clara estrela

Onda quebrando na ponta da praia

Vento balançando cada folha na árvore

Pessoas e carros passando a todo instante

O tempo corre e para ao mesmo tempo

Dia e noite, todos os dias e todas as noites.

A brisa que toca os rostos em dias assim

Navegando em cada cantinho da pele lisa

Acariciando o corpo delicado e branco

Paraíso escondido em cachos de cabelo

Âncora de vidas simples que por aqui passa

Unidos pela sede incansável de viver

Ligações e elos passados, cordão inseparável.

Alicerça as fundações de construções milenares

Não mais desgastadas com tanta solidão

Fortes como toda amizade pode trazer.

Perolas no céu

Assim são estrelas quando o sol se vai.

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui