Usina de Letras
Usina de Letras
40 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62134 )

Cartas ( 21334)

Contos (13260)

Cordel (10447)

Cronicas (22529)

Discursos (3238)

Ensaios - (10329)

Erótico (13566)

Frases (50541)

Humor (20019)

Infantil (5414)

Infanto Juvenil (4748)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1376)

Poesias (140776)

Redação (3301)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2435)

Textos Jurídicos (1958)

Textos Religiosos/Sermões (6172)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cronicas-->Mr. Queiroz and Little Lula -- 14/07/2003 - 17:16 (Félix Maier) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Ontem, o FMI era amaldiçoado pelo Pecê do Bê e demais partidos de esquerda. Hoje, aliado do Governo Lula-laite, o Pecê do Bê tem certeza de que o dinheiro do FMI será sempre bem-vindo ao Brasil. Vale dizer, bem-vindo para o cofrinho federal, o "Fome de Dinheiro a Mil" (nada de "fome zero"), nova forma de voto de cabresto, que será muito útil, para os partidos de esquerda aliados de Little Lula Peace and Love, no aliciamento de pobres e miseráveis nas eleições municipais de 2004. Quem (sobre)viver, verá!!!

Leia, abaixo, artigo de Agnelo Queiroz, o esforçado Ministro dos Esportes de Lula-laite. Antes da fase "Lulinha Paz e Amor".

Pecê do Bê! Quem te viu, quem te vê! (F.M.)

---------------

"Atentado à liberdade

Agnelo Queiroz

O presidente Fernando Henrique Cardoso e seu partido, o PSDB, protocolaram representação junto ao TSE para tentar impedir a veiculação de propaganda do PCdoB no rádio e televisão. Dessa forma, buscam reeditar um velho costume da ditadura militar, ao tentar censurar e calar as vozes dos oposicionistas, mostrando cada vez com maior clareza o viés antidemocrático do governo FHC.

O presidente sentiu-se incomodado porque o PCdoB caracterizou o seu governo, em programa de rádio e TV recente, como um conluio com o FMI para entregar o património nacional e levar o País à recessão, e o acusou de ser o novo Silvério dos Reis, inimigo número um da soberania e independência do Brasil.

O PCdoB reafirma tudo isso. O Sr. Fernando Henrique pode negar, por acaso, que levou o país a uma violenta recessão, que jogou os trabalhadores na vala do desemprego em massa, que vem tentando acabar com os serviços públicos e esmagar os servidores?

O Sr. Fernando Henrique pode negar a sua subserviência diante dos ditames do FMI, tendo entregado empresas estatais lucrativas e estratégicas ao capital privado estrangeiro a preço de banana e em troca de moedas podres?

O Sr. Fernando Henrique pode desmentir que seu governo vem sendo marcado por denúncias de escàndalos quase diárias, de compra de votos para a aprovação da reeleição, de favorecimento aos amigos, de corrupção, de nomeação de torturadores para cargos de direção?

Isso não é surpresa para o povo brasileiro, como prova a queda de popularidade do presidente. Hoje, o seu governo só é visto como ótimo por 2% da população, ou seja, pela corriola que orbita em torno de seu governo, nutrida em mamatas e pela ànsia de poder.

O presidente se engana se pensa que pode calar o PCdoB. Engana-se, também, se pensa que pode tapar o sol com uma peneira e esconder do povo brasileiro o descalabro de seu governo. Não é à toa que, em todos os lugares a que o PCdoB tem levado o abaixo-assinado em que o povo denuncia o presidente por crime de responsabilidade contra a nação, o povo acorre em multidões pedindo para assinar. O governo FHC, que tem apenas seis meses, começa a cheirar mal como um cadáver em decomposição. O PCdoB, pelo contrário, está onde sempre esteve: na luta com o povo.

Brasília, 14 de julho de 1999,
Deputado AGNELO QUEIROZ
Vice-Líder no exercício da liderança do PCdoB"

Obs.: Artigo publicado no site Nave da Palavra (www.navedapalavra.com.br), Edição nº7 - 23/07/99



Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui