Usina de Letras
Usina de Letras
39 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59656 )

Cartas ( 21253)

Contos (13324)

Cordel (10319)

Crônicas (22226)

Discursos (3169)

Ensaios - (9535)

Erótico (13486)

Frases (47208)

Humor (19423)

Infantil (4618)

Infanto Juvenil (3936)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138764)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5656)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->A Net Poética -- 16/04/2005 - 16:03 (Ari de souza) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
A Net Poética é feita de chiclete,

mesclada ao último som de Londres,

com intervalos para o irritante

barulhinho do celular.



A Net Poética virou corvette,

passeou pela free way alemã

e ganhou o status,

de assassinar os parnasianos em alta velocidade.



A Net Poética limpou as ruas da cidade,

espalhou folhas secas sobre os antigos bancos de praça,

e espera que ali,

casais façam juras de amor.



A Net Poética não é complexa,

mas também nunca se deitou com a simplicidade.

É antes de tudo,

o céu rubro,

apreciado com pão francês,

na varanda de casa

De um bairro burguês ou não burguês.



A Net Poética é macarrão com nome de samurai,

são baladas divertidas,

quando com os amigos a gente sai.

É uma porção de coisas

coisas que vão e vem, vem e vai.



A Net Poética não é pilhéria,

mas cai bem,

se for debaixo de água gelada,

após sauna, e frio na barriga.



A Net Poética é diário,

que se for publicado

vai virar best-seller no Japão.

Assim o mundo fica maior,

cada vez mais gente vivendo longe do chão.

Isso é bão?







A Net Poética é chuva nas vésperas de Natal,

são amigos achando amigos,

em ardentes combates de Lan House.



A Net Poética é a mágica do fio óptico,

que faz duas pessoas se apaixonarem,

mesmo sem nunca terem se visto.





A Net Poética é o dia após o outro,

e entre eles,

Muitos e-mails e scraps para se ler.



A Net Poética é homem e mulher,

Fazendo carícias nas asas de uma águia,

Momentos antes de voar.







A Net Poética é uma infância,

que mora no largo sorriso da alegria.

(Repete duas vezes)







A Net Poética é feita

na irreverente estética da diversidade,

admite todos os povos,

admite todas as idades.



A Net Poética são minhas férias,

no topo do edifício Al Jan,

em posição de Lótus,

Contemplando o nascer de uma manhã.

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui