Usina de Letras
Usina de Letras
81 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60350 )

Cartas ( 21289)

Contos (13386)

Cordel (10358)

Cronicas (22276)

Discursos (3193)

Ensaios - (9713)

Erótico (13520)

Frases (48232)

Humor (19546)

Infantil (4824)

Infanto Juvenil (4173)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139339)

Redação (3116)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5809)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Torpor -- 20/04/2005 - 16:02 (Ana Lucia Herrmann) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
No desencadeado transpor das horas pairo

olho, resisto ... duvido e não consigo agir

o esforço para não sucumbir é uma pressão muito

alheia a mim....



No despertar dos minutos .... aproveito cada

raio de razão e cada raio de emoção,

assim como cada insight e caminho...



Canso-me em anseios e pressões,

temo o instante indevido, o tempo perdido

e a emoção mau expressa...



Tudo ao mesmo tempo agora me acomete,

me coloca no ar, me tira da razão, me faz sofrer

... borbulha meu sangue, estremece minha alma,

soluça com o pulsar do meu coração...



Então paro tudo, me deito no colo da lógica...

acariciada pela lucidez e acolhida pela clareza

paro .... no intervalo da emoção irracional,

observo, triste o meu querer ...

e vejo o longo caminho a frente,

anseio por ele ...

sinto seu cheiro,

da sua calma tenho ciúmes....

dos seus sons, que ouço ao longe,

me alimento....

e me sento

entre o torpor e a atenção

dos devidos minutos.

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui