Usina de Letras
Usina de Letras
69 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60362 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3193)

Ensaios - (9714)

Erótico (13520)

Frases (48249)

Humor (19550)

Infantil (4828)

Infanto Juvenil (4178)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139358)

Redação (3118)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Espetáculo -- 26/04/2005 - 13:55 (Arthur Nogueira Lazaro) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Liso e seco, são cabelos novos

Assim como leves e soltos ao vento

São bibliotecas, onde livros dormem

Cobertos pela poeira do tempo

Assim como são tristes os contos

De amores antigos e imperfeitos

São alegrias manchadas de risos

Assim como crianças no Circo

São platéia de uma vida longa

Onde assim corre o tempo e suas dores

E assim crescem esses novos atores

Como assim sempre será e não a de mudar

Essa vida linda que sempre bate na porta

Na hora derradeira de chegar



(Arthur Nogueira Lazaro)

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui