Usina de Letras
Usina de Letras
29 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62484 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10471)
Erótico (13578)
Frases (50871)
Humor (20083)
Infantil (5503)
Infanto Juvenil (4822)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140912)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->FESTAS JUNINAS. -- 01/07/2008 - 21:00 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

No Nordeste as festas
Juninas tem tradição.
Tem vários tipos de festa
Dependendo da região
Vamos agora falar
Dessa nossa tradição

Uma das mais conhecidas
É a festa de quadrilha
Tradição do Nordeste
Que pelo Sul também brilha.
Não devemos confundir
Com aquelas de Brasília.

Festa pro Brasil foi trazida
Pela família real
E aqui no nosso Nordeste
Criamos nosso arraial
Dançamos a noite inteira
De Itabuna a Bacabal .

A quadrilha celebrava,
Lá na França, casamento
De membros da aristocracia.
Aqui esse divertimento
Conta a história de um pai
Daqueles muito ciumento.

Cuja filha está grávida
E ele quer fazer casório
Na frente do delegado
Do padre e sem cartório.
E pro coitado do noivo
Não há qualquer adjutório.

Nessa festa de quadrilha
Tem os noivos, o delegado
Os pais, padre e convidados.
E o noivo é obrigado
Aceitar casar com a noiva
Senão acaba capado.

Os convidados se vestem
Com roupa muito vistosa
A noiva pelo seu bucho
Nunca é muito formosa.
E pro noivo a lua-de-mel
Não será cheia de rosa.


Mas depois da confusão
Tudo passa a ser festa
Dança-se a noite inteira
E nada mais se contesta.
Tem cabra que se aproveitam
E outra negra logo encesta.

São três santos da igreja
Que servem de tradição
Para se dançar um xote,
Um xaxado e um baião.
Criado por Luís Gonzaga
O famoso Gonzagão.

Há variedades de festas
Dependendo da região
Do Cavalo Marinho ao
Bumba meu boi no Maranhão.
Começa com Santo Antônio
E ainda tem Pedro e João.

Famoso trem do forró
Parte para Caruaru.
Para Campina Grande
Sai gente até do Exu
Temos nosso Juaforró
Festa em Caririaçu.

Barbalha de Santo Antônio
Com famoso pau de sebo
Onde moça vai atrás
De arranjar o seu mancebo.
Não importo se um velho
ou inexperiente efebo.

Durante o mês de junho
Nós temos festa sem fim
Se que ver grande festa
Vá em Quixeramobim.
Visite o Chitão do Cedro
Por último o Crato. Fim.

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, 18 DE JUNHO DE 2008
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 1077 vezesFale com o autor