Usina de Letras
Usina de Letras
34 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->TRISTEZA VASCAÍNA -- 11/08/2008 - 20:19 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
O Vasco da Gama até
foi o time da virada
Hoje o coitado só perde
Tanto que está na rabada
Tenho saudade dos tempos
De Antônio Soares Calçada.

O querido Dinamite
Entrou em uma roubada
Tirou o Eurico Miranda
Pegou essa barca furada
E agora tem que brigar
de forma desesperada.

A segunda divisão
por ele está à espera.
Não é nenhuma fantasia
Nem menos uma quimera.
É o caos que tomou conta
E nosso time já era.

A vitória sobre o Galo
Ainda nos deu um alento.
No jogo contra o São Paulo
Foi grande o sofrimento.
Ontem contra o Vitória
Tivemos outro tormento.

Perder para o Vitória,
Com Jackson e Ramon,
Sem desmerecer os dois
Mas o time não é bom
Tomar mais uma goleada
Qualquer um perde o tom.

Se eu fosse o Edmundo
Não ia sujar meu currículo.
Deixava o futebol
E esse time ridículo
O time pode lhe dar
um problema no ventrículo.

Time de grandes conquistas.
Foi campeão no estrangeiro
Ganhou sul-americanos
Campeonatos brasileiro,
Hoje perdeu o respeito
Perde no próprio terreiro.

No campeonato carioca
Foi mal, Copa do Brasil
Foi pior. Pois ali se via
Time sem qualquer perfil.
Domingo até foi goleado
Por um time de senil.

É com dor no coração
que escrevo tudo isso.
Como torcedor do Vasco
não posso ficar omisso
E com este meu protesto
posso causar rebuliço.

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
AGOSTO, 2008.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 807 vezesFale com o autor