Usina de Letras
Usina de Letras
27 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->VEREADOR NOMEADO SEM UM VOTO SEQUER. -- 10/09/2008 - 19:14 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

No interior do Piauí
sem falar qualquer besteira
assumiu a vereança
Senhor Armando Teixeira
que não teve nenhum voto
por causa de sua liseira.

Este novo vereador
não votou nele mesmo,
pois segundo ele disse:
não costuma votar a esmo.
Para não perder o voto
e também seu torresmo.

Este caso é porém
bastante inusitado,
jamais qualquer eleitor
dirá que foi enganado,
ou mesmo que o vereador
teve mandato comprado.

Esse nobre vereador
não poderá ser cobrado.
Porque o povo não havia
em seu trabalho confiado.
Dentre todos concorrentes
não foi nem mesmo lembrado.

Se ele mesmo se rejeita!
Como se nomeia tal sujeito?
Pra exercer um mandato.
Cargo que não foi eleito
Mesmo estando na lei
não lhe dá qualquer direito.

Se for pra compor o quadro
que se faça eleição,
ou da câmara se altere
toda sua composição.
Não pode mesmo haver
é esta aberração.


HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, SETEMBRO/2008
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 809 vezesFale com o autor