Usina de Letras
Usina de Letras
25 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62477 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50864)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->O CORNO LEVA CHIFRADA, MAS É QUEM DORME COM ELA. -- 23/11/2008 - 06:10 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
MOTE DO NOBRE POETA SILVA FILHO


De chifre tem gente gosta
E se faz desentendido
Se o cônjuge é comido
Na minha mulher não se encosta,
Diz o corno: aquele bosta
Se ele sai, ela vai pra janela
Em busca de outra costela
Pra dar aquela trepada.
O corno leva chifrada
Mas é quem dorme com ela.

O marido ainda paga a conta
Sustenta toda filharada
Não reclama da empregada
Se não um barraco apronta
E no corno sempre monta
Que tem medo que se pela
Esse é o preço dela
Pra ter vida de casada
O corno leva chifrada
Mas é quem dorme com ela

Tem corno que é casado
Com mulher muito bonita
Por isso não se irrita
quando ele é chifrado
É melhor comer melado
Quando a mulher é bela
Que comer uma mazela
Feia toda mal-amanhada
O corno leva chifrada
Mas é quem dorme com ela.

Tem sujeito que é corno
E leva uma vida errante
Já apanhou até do amante
De quem recebeu um adorno
Mas quis fazer um estorno
Casando aquela donzela
Com próprio, ex-sogro dela.
Ainda cria a filharada
O corno leva chifrada
Mas é quem dorme com ela.

Mulher vai pra aniversário
E chega de madrugada
Bêbada, mal-humorada.
Até contrata sicário
Para se livrar do otário
O pobre do marido dela
Não se casou com pucela
Mas com uma desmiolada
O corno leva chifrada
Mas é quem dorme com ela.

Tem corno acostumado
E se a mulher chega tarde
Briga, faz um grande alarde.
Fica todo emburrado
e também muito calado.
Depois cai na esparrela
De ir de novo atrás dela,
Pra levar outra marrada.
O corno leva chifrada
Mas é quem dorme com ela.


HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
NOVEMBRO DE 2008

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 2829 vezesFale com o autor