Usina de Letras
Usina de Letras
29 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62477 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50864)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->SEM UMAS C URVAS, MULHER E ESTRADA RETA DÃO SONO. -- 18/01/2009 - 16:26 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Aqui no nosso país
A beleza da mulher
É do corpo que tiver
Não importa se atriz,
Ou mesmo uma meretriz,
logo aparece um dono,
às vezes ganha um trono.
Todo brasileiro quer.
Sem umas curvas, mulher
E estrada reta dão sono.

Já é da nossa cultura
Vê na bunda da mulher
Seu verdadeiro mister.
Porque é pela cintura
Que se avalia a criatura
Nada a deixa no abandono
Sempre haverá patrono.
Dele faz o que quiser
Sem umas curvas, mulher
E estrada reta dão sono.

Porém em outras culturas
Os peitos são o cartão,
Que pra ela status dão
pra leva-la às alturas
e passar-lhe escrituras.
No Brasil foi o colono
Quem lhe deu este entono.
Bonita onde estiver.
Sem umas curvas, mulher
E estrada reta dão sono.

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
PACOTI, JANEIRO/2009
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 669 vezesFale com o autor