Usina de Letras
Usina de Letras
21 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62477 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50864)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->O SACI NÃO FUMA MAIS & FUMO NO SACI ( HULL E SILVA FILHO) -- 05/03/2009 - 21:22 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Quando eu era bem pequeno
Nas matas do Pacoti
No bolso levava fumo
Só por medo do Saci.
Como ele não apareceu
Comecei a consumir.

Os anos foram passando,
Eu cada dia mais viciado.
Fumava todos os dias,
Menos quando “ressaquiado”.
Parei há vinte e cinco anos
E hoje estou aliviado.

Não tenho qualquer seqüela
Deixada pelo cigarro.
Com os pulmões muito bons,
Não tenho nenhum pigarro.
Mas muitos amigos meus
Estão debaixo do barro.

Pois não largaram o fumo,
Confundiram o tabaco.
Um faz mal, é fedorento;
Outro gostoso buraco.
Se abusa do fedorento,
Não levanta nem o taco.

Eu prefiro ter três pernas,
Contrário do Pererê,
Que duas delas ele perdeu
Uma não sabe porquê.
Foi o tal do cigarro que
Fez a bicha esmorecer.

Portanto, caros amigos,
Veja o que eu vou dizer.
Nunca confundam os tabacos;
De ambos podemos morrer,
Mas se usar camisinha,
Um só te dará prazer.

Peço desculpas a Hull
E também ao Silva Filho
Se da peleja tiver
Tirando todo o seu brilho.
Mas, espero não ter causado
Aos dois qualquer empecilho.

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, MARÇO DE 2009.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 693 vezesFale com o autor