Usina de Letras
Usina de Letras
26 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->LULA, VOCÊ É O CARA! -- 17/07/2009 - 07:13 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
I

Esteve por dois mandatos
À frente desta Nação
Quando veio o mensalão.
Mas sempre negou tais fatos,
Não praticou grandes atos.
Mas ficava uma arara
Com críticas à sua seara
Sem reforma tributária.
Gastou de forma perdulária.
Lula, você é o cara!

II

Sem reforma trabalhista.
Saúde sem evolução.
Nem também na educação.
Mas para esse artista
Vou apresentar a lista
De como eleição foi cara
No Planalto se mascara
Qualquer um tipo de esquema
Ter poder virou o seu lema.
Lula, você é o cara!

III

Falta ao país segurança,
Pois não há investimento.
Violência a todo momento.
Não é mais nossa esperança.
Com toda essa sua lambança
A corrupção só dispara
Nada a nosso povo ampara.
Os cartões corporativos
Não sei se ainda são ativos.
Lula, você é o cara!

IV

Inchou estado brasileiro
Com cargos de confiança
Pra petista encher a pança.
Viajou muito pro estrangeiro
Às custas de nosso dinheiro.
Cada uma viagem mais cara
E isso o povo repara.
Contra o Brasil viu ações
E aceitou humilhações.
Lula, você é o cara!

V

Fez um país libertino,
Tudo passou a ser esquema,
Onde se vive dilema:
De se tornar um cretino
Ou viver como asinino.
Pois só aliados ampara
Pagos com olhos da cara.
Corruptos são seus aliados
E deviam ser enjaulados.
Lula, você é o cara!

VI

A bandido estrangeiro
Você concedeu abrigo
Disso antes era inimigo.
Terrorista é primeiro
A receber bom dinheiro
Vaganbudagem repara
MST o País para
Até invade o Congresso
Em um grande retrocesso.
Lula, você é o cara!

VII

Recebem os vagabundos
Essa tal bolsa família
Tudo armado em Brasília
Com ajuda do submundo
O País vai para o Fundo
Fundo que o senhor ampara,
Nossa dívida mascara.
Ao MST dá grana
Muita que bandido afana.
Lula, você é o cara!




VIII

Criou a bolsa terrorismo,
E indenizações imorais
Que do governo tem avais.
Para esse banditismo
Que apóiam o lulismo.
Colonos perdem sua seara,
Que com suor cultivara,
Pra um bando de parasita,
Pra quem tudo facilita.
Lula, você é o cara!

IX

Um governo quer não quer
Seu povo politizado,
Porém desmoralizado
E caído ao seu pé
Pela esmola que lhe der.
Condena o que antes apoiara
E contra o Collor lutara
Porém hoje até o abraça
E nem ao menos disfarça
Lula, você é o cara!

X

Com verbas publicitárias
Tem até mídia nas mãos
Inimigo de ontem faz
Pra este governo suas árias,
De forma bem salafrária.
Que os nossos ideais tapiara
Sua administração é clara.
Pois só a direita traidora
E hoje sua redentora
Lula, você é o cara!

XI

Mas de pau também há cara,
Não entendeu o presidente
E sorriu todo contente.
Contudo o Obama repara
Naqueles que o cercara
Achou que o homem o cultuara
E também ainda o apoiara
Num regime fracassado
Totalmente superado.
Lula, você é o cara!


MOTE: ANTÔNIO FRANCISCO NETO SAMPAIO
GLOSA: HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, JULHO/2009

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 1027 vezesFale com o autor