Usina de Letras
Usina de Letras
56 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59672 )

Cartas ( 21255)

Contos (13337)

Cordel (10321)

Crônicas (22226)

Discursos (3170)

Ensaios - (9538)

Erótico (13486)

Frases (47223)

Humor (19422)

Infantil (4629)

Infanto Juvenil (3942)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138794)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5662)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Renascer -- 23/12/2005 - 13:00 (Antonio Jose Laurindo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Andavas triste, cabisbaixo, sem animo, sem ilusão,

Parecia mais um andarilho, sem rumo sem pretensão,

Perdera o gosto pela ambição, pelo desafio, pela lida,

Mas ainda lhe restara a vontade de viver



De repente eis que surge uma luz, um horizonte um alento,

Um amanhecer brilhante cheio de vida e encanto

Um florescer colorido no canteiro da natureza

Uma relva molhada convidando-o para um caminhar descalço



Nada mais era necessário para despertá-lo novamente

Começar tudo de novo, como se num novo despertar,

Novos caminhos, novas esperanças, novas conquistas,

Desafio a toda prova, sonhar a todo instante, realização constante.



A vida é na realidade uma constante renovação de desafios,

Quando achamos que já esta tudo perdido, tudo consumado,

Eis que surge uma esperança, uma nova oportunidade, um novo desafio,

Renascer esta é a chave da constante renovação da vida.

Comentarios
Perfil do AutorSeguidores: 18Exibido 1006 vezesFale com o autor