Usina de Letras
Usina de Letras
55 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60371 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22277)

Discursos (3194)

Ensaios - (9717)

Erótico (13520)

Frases (48260)

Humor (19555)

Infantil (4831)

Infanto Juvenil (4180)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139379)

Redação (3119)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5812)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Linda Luz -- 21/12/2000 - 09:04 (André Prado) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Todos os dias

Repousa na imensidão do mar azul

A paz que eu gostaria de ter

Como não a tenho

Começo a cavalgar por entre as estrelas da noite...

Montado em meu cavalo negro de ferraduras reluzentes

Procuro encontrar aquilo que mais desejo

E que ainda não tenho



Ah... Como o universo é bonito...

Em cada estrela que passei

Deixei meu rastro

Para que se algum dia por perto você passar

Possa visualizar minhas trilhas com meus dizeres

Demonstrando todo amor que lhe quero dar

E nem sempre consigo expressar



A vida que para mim já foi bonita

Já não passa de um pequeno risco

Um rotineiro passatempo

Onde as belezas que nela encontro

Permanecem escondidas nas trevas

Exceto você meu único amor



Observando a luz do sol

Retrato toda sua beleza

Quando ele nasce pela manhã

Surge uma nova sensação

Sinto-me vivo e gosto disto!

Mas após o poente atrás da serra

Tenho vontade de chorar

E assim faço em silêncio

Começo a refletir

Sobre a paz que gostaria de ter

Foi assim...

Que comecei a me esconder na escuridão

E depois de uma vida se passar

Começo a pensar

Em quantas vezes o sol nasceu e se pôs

E eu nem mesmo o vi







André Prado

www.webprado.cjb.net
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui