Usina de Letras
Usina de Letras
23 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62484 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10471)
Erótico (13578)
Frases (50871)
Humor (20083)
Infantil (5503)
Infanto Juvenil (4822)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140912)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->ANIVERSÁRIO DE BRASÍLIA -- 27/04/2010 - 16:24 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Completou cinquenta anos
Em vinte e um de abril
Brasília, a capital
Que se tornou um covil.
É tanta corrupção
Como jamais ninguém viu.

Na capital do Brasil
Dia de comemoração,
Festa, bebidas e comidas
E bastante falação
Mas tudo que se disser
Suja mais nossa Nação.

Por causa do mensalão
Da nossa bela Brasília,
Cassaram governador.
Que roubou até mobília
Muito dinheiro embolsou
Preso longe da família

Vai ficar de só vigília
Pra ver a programação
Da festança na cidade,
Longe por televisão.
Pois ex-presidiário
Não terá convite, não.

Porém lá continuarão
Outros grupos de corruptos
PT, todos seus aliados
Com turnos ininterruptos
Pra roubar grana do povo
E seus modos bem abruptos.

Mas um dia esses corruptos
Serão todos enjaulados.
Não importa que partido.
E se estão do mesmo lado.
PT, PSDB, PV
Lula e todos seus aliados.

Porque esses aloprados
Que sugam nosso Brasil
Com dinheiro na Suíça
Que do nosso povo sumiu
Não ficarão em Brasília
Noutros vinte e um de abril.

Porque para esse covil,
Que só dinheiro cobiça,
Povo quer anos de cadeia
Assim haverá justiça.
E nós estaremos livres
Desse bando de carniça.

Se algum dia houver justiça,
Nesse dia de Tiradentes,
Iremos comemorar
Um Brasil independente
Livre de todos corruptos
E um governo transparente.

Porque não há quem agüente
Ver mais tanta podridão
E tantos bandidos soltos
Sugando nossa Nação
E só ladrão de galinha
É quem vai para prisão

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA ABRIL/2010
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 624 vezesFale com o autor