Usina de Letras
Usina de Letras
24 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62477 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50864)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->TIPOS DE CORNO - CONTINUAÇÃO -- 23/05/2010 - 09:31 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Continuamos a mostrar
De todos cornos sua saga,
Espalhada pela Terra
Numa verdadeira praga,
Que sobre nosso Planeta
Cada vez mais se propaga

E todo dia abre uma vaga
Se o chifre for de parente,
Esse o Corno Familiar.
Um corno frio, o indecente.
Mas quem é bem conhecido,
Corno Famoso, evidente.

E o que não dá expediente,
E o Negrão esvazia a bola,
O Corno Futebolista,
Que tem chifre na cachola.
O Fraterno é aquele
Que a mulher o irmão atola.

Esse corno tem escola.
É pior que Corno Galo.
Que tem chifre até nos pés
E não pense que é calo.
Há ainda Corno Inflação
Que aumenta por intervalo.

De mais dois agora falo.
O chamado Internauta
Difere do Corno Io Io
Mas ambos estão em alta.
Um vive na internet,
O outro volta à ribalta.

Manso não está em falta,
Sempre evita confusão
Com o amante da mulher
O famoso Ricardão.
O Masoquista leva chifre,
Mas não toma solução

Se ver mulher com Negrão.
Medroso fica escondido
Até sair o Ricardão.
O Morcego, esse marido,
À noite vem só chupar.
Cônjuge quer ser fodido,

Com pau bem introduzido.
O Obediente alto grita
Pra mulher: já vou querida.
Tem até Corno Espírita,
O famoso Pai de Santo,
Que velho cachimbo pita

E também toma uma birita
Pra tirarr caboclo de cima
Da quenqua da sua mulher.
Outro Corno sem estima
É o Corno Papai Noel
Que vivendo na pinima

Pra sempre manter o clima
Pelas crianças não separa,
Vivendo com muita raiva
Como se fosse uma arara.
Quem leva chifre, não faz nada
Corno Peixe,é o cara.

Outro que pinta na seara
Somente promessa faz
De que vai matar o cara
Político é loquaz.
Como vive de promessa
Logo ele dá para trás.

Tem chifre do satanás,
O tal Corno Popular
Como de ninguém tem raiva
Vive só a resmungar.
O Porco, só come o resto,
Existe em qualquer lugar.


Eu ainda vou te pegar,
Porque só chega atrasado,
Diz o tal Corno Preguiça,
Se fazendo de zangado.
O Puxa Saco pro patrão
Oferece o seu legado.

Pra se manter empregado.
Mulher dá por caridade
Assim pensa o Religioso.
Para esconder a verdade.
O Recado já diz tudo.
Vive na felicidade

Com o Negrão à vontade.
Diferente do Revoltado
Que faz corno outro chifrudo.
Pra não ser muito gozado.
Embora todos no bairro
Saibam que ele é corneado.

Um corno muito afamado,
E o Corno Sem Vergonha.
Com a mulher e o Negrão
Dorme tão bem e ainda sonha.
Mas o pior é o Solidário
Que no negrão bate bronha,

Ou quer que pomba nele ponha.
Chifre da mulher, da amante
O Corno Teimoso leva.
Com mulher exuberante
Corno Trio Elétrico vive
Vida bastante exultante

Da sua mulher excitante
Atrás não vai quem já morreu
Quem fica só se tremendo
Se sua mulher Negrão comeu
É o Corno Terremoto,
Grande corno o Zebedeu.

Vingativo, se a mulher deu,
Vai queimar o carretel.
E dá para quem quiser
Queima a torto e a granel.
Tem também o Corno Xuxa
Variação do Papai Noel

Por não querer ser cruel
Não vai largar a mulher,
Só por causa dos baixinhos
E ela faz o que quiser.
E com ela vai vivendo
Dando uma de Zé Mané.

Somente quem não quiser
Vir a levar chifre um dia.
Seja homem ou mulher,
Não case, vire padre ou titia.
Entretanto se for padre
Não entre pra pedofilia.




HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, MAIO 2010.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 721 vezesFale com o autor