Usina de Letras
                                                                         
Usina de Letras
40 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59138 )

Cartas ( 21236)

Contos (13105)

Cordel (10292)

Crônicas (22196)

Discursos (3164)

Ensaios - (9439)

Erótico (13481)

Frases (46521)

Humor (19282)

Infantil (4461)

Infanto Juvenil (3729)

Letras de Música (5479)

Peça de Teatro (1337)

Poesias (138242)

Redação (3054)

Roteiro de Filme ou Novela (1060)

Teses / Monologos (2427)

Textos Jurídicos (1945)

Textos Religiosos/Sermões (5526)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Cordel-->PROCURA-SE UM CANDIDATO -- 29/07/2010 - 19:23 (Benedito Generoso da Costa) Siga o Autor Destaque este autor Destaque este Texto Envie Outros Textos
.
PROCURA-SE UM CANDIDATO

Vem aí nova eleição
Com requinte e aparato,
Então eu traço o perfil
De excelente candidato
Desprendido e honrado,
Honesto e preparado
Para exercer o mandato.

No pleito que se aproxima
Eu quisera escolher
O candidato que cumpra
Tudo quanto prometer,
Que seja de ficha limpa,
Faça campanha supimpa
Nada tendo a esconder.

Votarei em quem esteja
Disposto a implementar
Reformas estruturais
Para o país melhorar,
Já por demais prometidas,
Sendo depois esquecidas
Até outra eleição chegar.

Quero a reforma política
E também a tributária,
Venha logo sem demora
A grande reforma agrária,
Previdenciária desista
Deixe fora a trabalhista
E promova a judiciária.

Reforma da Previdência
Prejudica aposentados,
Bem como trabalhadores
Já por demais explorados,
A trabalhista igualmente
Penaliza tão somente
Os de salários minguados.

Ele ou ela que se eleja
Faça projetos certeiros,
Promovendo os excluídos
De últimos a primeiros,
Sem reforma inoportuna,
Tribute a grande fortuna
E o lucro dos banqueiros.

Reverta-se o retrocesso
Do Código Florestal
Para que o agronegócio
Não destrua o Pantanal,
As florestas e o cerrado,
Seja o limite implantado
À propriedade rural.

Para as áreas indígenas
Reclamo preservação
Legalize os quilombolas
Resquícios da escravidão,
Bolsa família não quero,
Resgate-se o Fome-Zero
Com emprego, casa e pão.

Que o transporte coletivo
Passe a ser priorizado
Com o valor da passagem
Em preço subsidiado
E o consumo de energia,
De água e telefonia
Seja menos tarifado.

Desonere assim o povo
E haja compensação,
Taxando-se mais os ricos
Numa justa proporção,
Governo que não ilude
Investe mais em saúde
Segurança e educação.

Quero a nação soberana
Com justiça e liberdade,
Melhor divisão de renda
Para o bem da sociedade,
Não é demais e eu peço
Haja ordem e progresso
E menos desigualdade.

Ver realizar esse sonho
Eu gostaria de fato,
Não fosse uma coruja
Agourando lá no mato:
Feche o bico gavião,
Leve uma vela na mão
Para achar o candidato.

BENEDITO GENEROSO DA COSTA
benegcosta@yahoo.com.br
DIRIETOS AUTORAIS RESERVADOS




Comentários

O que você achou deste texto?        Nome:     Mail:    

Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 101Exibido 633 vezesFale com o autor