Usina de Letras
Usina de Letras
48 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->MESMO QUE A SENHORA DILMA QUEIRA NÃO SERÁ DO PAÍS PRESIDENTA -- 15/01/2011 - 16:48 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos


Às leis todos devem obediência.

Jamais dela alguém está acima.

E que delas ninguém jamais se exima.

Pra mostrar verdadeira ascendência.

Toda sua força e toda prepotência.

Porque das leis ninguém nunca se isenta

Nossa língua não tem qualquer ementa

E que se deixe de falar besteira.

Mesmo que a senhora Dilma queira,

Não será do país sua “presidenta”.



À Gramática deve-se respeito.

Deturpá-la não se pode fazer.

Não importa quem seja: A ou Z.

Mesmo que não se goste do seu jeito

Porque esse conjunto de preceito

Serve de guia e ele nos orienta

E sem ele haveria uma tormenta.

“Presidenta”! Uma gafe bem grosseira.

Mesmo que a senhora Dilma queira,

Não será do país sua “presidenta”.



Por seus atos ninguém no Brasil pensa

Trocar letra traz muita conseqüência

Porém, não é por falta de advertência

Estudar já não mais aqui compensa

Da Gramática regra se dispensa.

Haverá, no Brasil, logo “estudanta”

As empresas terão “representanta”

Ficará língua sem eira nem beira.

Mesmo que a senhora Dilma queira,

Não será do país sua “presidenta”.



Novo acordo ortográfico não previa,

E com língua ninguém pode brincar,

Depois o povo é quem vai pagar,

Com o idioma fazer essa orgia.

Presidente zelar por ela devia.

Nós teremos agora até “geranta”.

Amanhã haverá também a clienta.

Só espero que seja passageira

Mesmo que a senhora Dilma queira,

Não será do país sua “presidenta”.



HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA, JANEIRO/2011


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 503 vezesFale com o autor