Usina de Letras
Usina de Letras
23 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50861)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140904)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->NO PAÍS A MORAL, OS BONS COSTUMES HAVIA -- 14/06/2011 - 17:19 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Não havia general rico, ladrão.
A políticos não dava propina
Como a essas aves de rapina.
Nunca houve o tal do mensalão.
No orçamento não teve um só anão.
Nas estradas se tinha boa estrutura
Não havia casamento de frescura
Proibia-se o uso de lança perfume.
No país a moral, os bons costumes
Havia no tempo da tal ditadura

Militar nunca foi incompetente.
Ponte Rio Niterói bem construída
No orçamento não se incluíam as “comidas”
Petrobrás pertencia a nossa gente.
Lá não tinha petista inconsequente,
Ou até discursando da tribuna
Sem saber explicar a sua fortuna
E ficar no governo bem incólume
No país a moral, os bons costumes
Havia no tempo da tal ditadura

O Proálcool só foi pura “maldade”
Craque não era a droga que consomem.
Cueca não tinha dólares dos homens.
Pra bandidos havia outra realidade
Assaltante não tinha impunidade.
Construção era feita com lisura.
Não havia comissão pra na futura
Eleição como hoje muito se assume.
No país a moral, os bons costumes
Havia no tempo da tal ditadura

Não havia o Palocci nem Zé Dirceu.
Ministério havia poucos somente
Não servia para emprego de parente.
Nem petismo vivendo no apogeu
Que do povo tira o que não é seu.
Energia hoje é mesmo usura
Nossas ruas cada dia menos seguras
A indústria naval vivia no cume.
No país a moral, os bons costumes
Havia no tempo da tal ditadura

Criaram a tal da Eletrobrás
Na saúde se tinha a Sucam
De quem a dengue não era sua fã.
Gigantesco impulso na Petrobrás
Criaram Embratel e Telebrás
Trabalhar. Não viver na sinecura.
Deram-nos boa e grande infraestrutura.
Militar pôs bandidos na clausura.
No país a moral, os bons costumes
Havia no tempo da tal ditadura

Construíram Jupiá, Tucuruí,
Itaipu e também Ilha Solteira.
Fazer o metrô foi só brincadeira.
Sanguessuga não tinha por aqui.
Pelas ruas nós podíamos sair.
Entretanto, veio a tal abertura
E se acabou a velha linha dura
Que nos trouxe um grande pesadume
No país a moral, os bons costumes
Havia no tempo da tal ditadura

Foi no tempo do velho e bom Mobral
E não dessa cartilha do MEC
Que errado ensina os moleques.
Não havia quite gay. Hoje normal.
Militar criou o antigo Funrural,
E não comeu a nossa rapadura
A maioria morreu pobre na pendura
No país a moral, os bons costumes
Havia no tempo da tal ditadura.

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, JUNHO/2011

MILLÔR FERNANDES TEVE SUA PARTE DE CONTRIBUIÇÃO, POIS DE UM ARTIGO DELE ME VEIO A IDEIA E ALGUMAS COLOCAÇÕES.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 456 vezesFale com o autor