Usina de Letras
Usina de Letras
39 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62410 )

Cartas ( 21335)

Contos (13272)

Cordel (10452)

Cronicas (22546)

Discursos (3240)

Ensaios - (10450)

Erótico (13578)

Frases (50803)

Humor (20074)

Infantil (5487)

Infanto Juvenil (4811)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1377)

Poesias (140872)

Redação (3320)

Roteiro de Filme ou Novela (1064)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1962)

Textos Religiosos/Sermões (6235)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->A jovem Nanda se confessa -- 05/07/2011 - 12:50 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Vou seguir bem direitinho

Seus conselhos, Frei Dimão,

Com amor e com carinho

Guardo tudo no coração.



Vou assim fazer: de dia,

Como disse, Frei Dimão,

Muito oro na sacristia

E à noite rezo no portão...



Meu portão já tá bem gasto

De tanto que nele oro

Com pensamento bem casto

Mesmo enquanto namoro.



Como lá é bem escuro

Fico de olho fechado

Assim procedo, eu juro

E não cometo pecado.



E assim minha confissão

Vai chegando ao seu final

Com a bênção, Frei Dimão,

Eu espero o seu aval.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 9Exibido 498 vezesFale com o autor