Usina de Letras
Usina de Letras
42 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62410 )

Cartas ( 21335)

Contos (13272)

Cordel (10452)

Cronicas (22546)

Discursos (3240)

Ensaios - (10450)

Erótico (13578)

Frases (50803)

Humor (20074)

Infantil (5487)

Infanto Juvenil (4811)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1377)

Poesias (140872)

Redação (3320)

Roteiro de Filme ou Novela (1064)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1962)

Textos Religiosos/Sermões (6235)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->A jovem Nanda pede uma sursis a Frei Dimão -- 14/07/2011 - 09:26 (Brazílio) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Antes da confissão

Digo toda piedosa

Balon verde? Tinha não...

O meu era cor de rosa!



Espero que a revelação

Não se agregue à penitência

Porque se houve agarração

Não me pesou na consciência.



O que passou, passou

De que adianta lamentar.

O leite já derramou?

O melhor é adequar.



Mesmo assim fico feliz

Que a salvação eu terei

Em matéria de pecado

Ainda sou aprendiz!!



Não seja tão rigoroso

Julgando o pecado meu

Será tão escabroso

Aquilo que fiz no breu?



Não tinha tal intenção

Mas tudo aconteceu

A culpa é do sacristão

Que o céu me prometeu.



Foi tão doce a emoção

Que me ficou na lembrança

Como o sopitar do vulcão

Com toda sua pujança.



Entro então com recurso

Pra liberar o portão

Depois desse meu discurso

As dúvidas dissiparão.



Vou fazer uma seleção

Pra quem dele se aproximar

Afasto o sacristão

Ponho outro em seu lugar.



De joelhos já rezei

Já implorei sua atenção

E assim esperarei

A sentença do perdão
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 9Exibido 857 vezesFale com o autor