Usina de Letras
Usina de Letras
25 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->O BRASIL DE HOJE -- 09/08/2011 - 20:14 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
No tempo da ditadura
O Brasil era decente.
Hoje a corrupção faz
Dele um país descrente.
Estando os nossos valores
Numa ordem decrescente.

O Lula daquele tempo:
Gonzagão Rei do Forró.
Ou um pequeno molusco.
Nunca nos fez de bocó
Nem enterrou o país
Tornando-o muito pior.

Dirceu só o de Marília
E não o do mensalão.
Homossexual não fazia
Apologia em televisão.
Cueca segurava o saco
Porém de dinheiro não.

Somente havia Rainha
No carnaval ou colégio.
MEC não fazia cartilha
Esse grande sacrilégio.
Hoje pra ler, escrever,
Tem que haver privilégio.

Patriota amava o Brasil.
Não era um deputado.
Só dançava do Congresso
Parlamentar aloprado.
Não como fez a mulher
De modo despudorado.

Tiririca era irritado
Hoje um deputado é.
Delfim um ministro era.
Hoje qualquer Zé Mané
Clóvis Bornai, Clodovil
Só queriam ser mulher.

Os nossos ex- presidentes
Não ganhavam com palestras.
E não mais participavam,
Da regência da orquestra.
Iam viver de seu salário
Hoje, não. Tudo se adestra.

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, AGOSTO DE 2011
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 567 vezesFale com o autor