Usina de Letras
Usina de Letras
71 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60342 )

Cartas ( 21288)

Contos (13385)

Cordel (10358)

Cronicas (22275)

Discursos (3191)

Ensaios - (9711)

Erótico (13520)

Frases (48222)

Humor (19544)

Infantil (4823)

Infanto Juvenil (4171)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139323)

Redação (3114)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5804)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->A presa -- 31/08/2006 - 15:45 (Ana Mendonça) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Parado, calado,



olhando pra mim.



Barba por fazer realça seus lábios.



Parece uma pintura,



pisco os olhos



e fascinada vejo que é verdade,



você olha pra mim.



Busca-me com seus olhos,



fala-me sem nada dizer.



Fico parada, meus olhos fixos nos seus.



Um arrepio percorre meu corpo.



envolvo meus braços



num abraço em mim.



Suas mãos buscam meu rosto



em estonteante carícia.



Já não sou dona de mim.



Perdi as defesas, sou presa fácil.



em silêncio peço que me abrace,



que faça de mim o que quiser.



O silencioso apelo tem resposta



e imediatamente



encosta-me em seu peito,



então, percebo



que somos presas um do outro,



que somos caçadores



caçados pelo amor.

























































Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui