Usina de Letras
Usina de Letras
17 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50861)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140904)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->LUÍS SEVERIANO O CEARENSE QUE TROUXE O CINEMA PARA O BRASIL -- 06/01/2013 - 13:49 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Dois mil e doze foi o ano
Que Luís fez centenácute;rio.
Vou falar de outro Luís
Esse um grande empresácute;rio.
É Severiano Ribeiro
Um brasileiro lendácute;rio.

Como o Rei do Baião
Também no deu alegria
Ao trazer para o Brasil
Cinema com sua euforia.
Ter grande homenagem
Ele também merecia.

Espírito empreendedor
Construiu salas de cinema.
Criou a Companhia Atlântica
Inovar seu grande lema.
Hoje em sua homenagem
Faço esse pequeno poema.

Nasceu também no sertão
Aqui no Baturité.
Que dácute; nome para a serra
A cidade é no sopé.
O seu império começou
Com um pequeno café.

Pai queria fazê-lo padre
O mandou pra seminácute;rio.
E também não quis ser médico
Para virar empresácute;rio.
Criando salas de cinema
Com bom programa diácute;rio.

E o pequeno café.
Transformado num empório.
Sindicato de Exibidores
Criou o empresácute;rio notório.
Associar à Metro-Goldwyn
Fez parte do repertório,

Palácute;cio primeiro cine
A exibir filme com som.
Fundou ainda outras salas
Cine São Luís e Odeon.
Teve ainda muitos outros
Como o famoso Leblon.

Hoje a sua quarta geração
Administra o empreendimento.
E nas reuniões mensais
Faz todo planejamento
Pra mais de duzentas salas
Que vive um grande momento.

Com cinquenta mil poltronas,
Em salas de exibição
Com quase mil empregados
Jácute; na quarta geração
Mais de cem filmes por ano
Faz a nossa diversão.

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, JANEIRO/2013
 

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 360 vezesFale com o autor