Usina de Letras
Usina de Letras
46 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 62422 )

Cartas ( 21335)

Contos (13272)

Cordel (10452)

Cronicas (22547)

Discursos (3240)

Ensaios - (10460)

Erótico (13578)

Frases (50822)

Humor (20078)

Infantil (5493)

Infanto Juvenil (4817)

Letras de Música (5465)

Peça de Teatro (1377)

Poesias (140877)

Redação (3322)

Roteiro de Filme ou Novela (1064)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1962)

Textos Religiosos/Sermões (6241)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->Magia de má jia. -- 22/01/2013 - 17:44 (Elpídio de Toledo) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Foco no Absoluto. Focus sullo Assoluto.



Below, the jias




texto




 



 



 



 



 



 



 



 



 



 



 



Má jia tem sempre jota,



magia tem sempre gê,



cada qual conta lorota,



faz a graça de quem lê.



Má jia já não fazia



há muito tempo magia,



surgiu então outra gia



que viu onde el`agia.



Sempre que ela podia



ela pedia magia,



e a má jia ouvia,



mas magia não fazia.



Então, veio uma rã



que magia não fazia,



grasnia como marrã,



e isso era magia.



A rã coaxava tanto



que meu ouvido rangia,



de tanto ouvir seu canto



que era pura magia.



A marrã ouviu a rã



e viu onde el`agia,



e pegou febre tersã



que lhe rogou a má jia.



 



Mala jia tiene siempre j,



La magia tiene siempre g,



cada cual tiene sua cota,



hace la gracia de quien lee



Mala jia ya no hacía



largo período magia,



luego llegó otra jia



que vio lo que sucedía.



Cada vez que podía



ella pedía magia



y la mala jia oía,



pero magia no hacía.



Luego vino una rana



que magia no hacía,



graznaba como marrana,



y eso era magia.



La rana graznaba tanto



que mi oído crujía,



de tanto escuchar su canto



que era pura magia.



La marrana oyó la rana



y vio lo que sucedía,



se quedó bien insana



sin saber de que sufría.



 



 



 



 



 



 



 



 



 



 



 



 



 



 




Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui