Usina de Letras
Usina de Letras
26 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62477 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50864)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->DE TUDO PODE SE VER NUMA FEIRA DO SERTÃO. -- 28/01/2013 - 20:45 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
De galinha a cavalo
Foice, machado, facão
Dedal pra sua proteção
Rinha pra briga de gala
Vende-se também badalo
Tempero para o feijão
Já dizia o rei do baião
Tem azeite de dendê
De tudo pode se ver
Numa feira do sertão.


Camelô vende de tudo
Tem remédio pra lombriga
Milho verde na espiga
Anzol já com seu canudo
Cachaça para papudo
Carne moída no pão
Carne seca com baião
Cueiro para seu bebê
De tudo pode se ver
Numa feira do sertão

Mote: Polion de Caicó
Glosa: HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, JANEIRO/2013
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 356 vezesFale com o autor