Usina de Letras
Usina de Letras
28 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->TRIBUTO AO POETA JORGE RIBEIRO SALES -- 12/03/2013 - 20:53 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Neste quingentésimo texto
Que na Usina postarei,
Ao inesquecível amigo
Pequeno cordel farei.
Do mestre Jorge Ribeiro
Saudade eterna terei.

No ano de dois mil e seis
Comecei a fazer cordel.
Foi Jorge Ribeiro Sales,
Quem me fez por no papel.
Grandes aulas de poesia
Deu-me aquele menestrel.

Com um pequeno cordel
Chego aos quinhentos textos
Postos na Usina de Letras.
Seria bom neste contexto
Que Jorge ainda estivesse
Não me desse esse pretexto

Para ser lembrado assim.
Pois partiu precocemente
E perdeu nossa poesia
Um poeta muito influente.
Mas esse bom maranhense
Aqui continua presente.

E a sua bela poesia
Ainda influencia a gente.
Se ele estivesse aqui
Estaríamos mais contentes.
Infelizmente se foi
Ficamos muito carentes.

No ano de dois mil e seis
Na cidade de Cuiabá
Conheci os seus cordéis
Que veio a me interessar.
Fiz alguns rascunhos e ele
Passou-me a incentivar.

Consegui muitos leitores.
Recebi bons comentários.
Também fiz muitos amigos.
Melhorei o vocabulário.
Só lamento que seu nome
Conste de um obituário.

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, MARÇO 2013.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 496 vezesFale com o autor