Usina de Letras
Usina de Letras
29 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62484 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10471)
Erótico (13578)
Frases (50871)
Humor (20083)
Infantil (5503)
Infanto Juvenil (4822)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140912)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6251)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->AS CONFRATERNIZAÇÕES E SUAS HIPOCRISIAS -- 02/12/2013 - 20:45 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Em dezembro nas empresas
Festas de comemorações.
Tem muita hipocrisia
Também grandes frustações
Colegas que mal se falam
Fingem-se de amigões.

De muitos durante o ano
Não se tem nem um bom dia.
E nestas ocasiões
Só se vê hipocrisia.
Muita gente aproveitando
Para babar a chefia.

Já começa com história
Do tal amigo secreto.
Quem tira o nome do chefe
Dá-lhe mais o caro objeto.
Quem tira um faxineiro
Não lhe mostra tanto afeto.

Quando termina o sorteio,
E começando a festança:
Tem cinco tipos de gente
A se mostrar já se lança.
O bêbado inconveniente;
O que se acha ás na dança.

Tem também as “periguetes”
E o famoso pegador.
Fofoqueiro chama o chefe
Todo tempo de doutor.
Entregando os colegas
Um verdadeiro impostor.

As “periquetes” se vestem
Sempre de shorts ou de saias curtas,
Para mostrando as coxas,
Muitas feias que o cara surta.
Até aparece bêbado
Que aquele bagulho curta.

As “periquetes” também gostam
De andar muito pintadas.
Com batons extravagantes
E chama atenção na entrada.
Pra ver se alguém se interessa
Com ela curte a noitada.

Pegador se julga o tal
Em toda mulher da encima.
Tem deles que levam foras
Mas não perdem a alta estima.
Continuam na batalha.
Mentem muito ainda por cima.

O pegador é gabola.
E conta muita vantagem.
Todas estão a fim dele.
Muita conversa e bobagem.
Diz nomes e telefones
De mulheres. Só plumagem.

Depois de passada a festa
Tudo volta ao normal.
Os comentários da festa
Somente pra falar mal.
Fulano é isso, aquilo,
Beltrano quer ser o tal.

Por isso não me convidem
Pra confraternizações.
Pra não passar por hipócrita
Entre um bando de bobões,
Que aproveita esse dia
E pregam grandes sermões.

HENRIQUE CÉSAR pinheiro
FORTALEZA, DEZEMBRO/2013
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 346 vezesFale com o autor