Usina de Letras
Usina de Letras
20 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50861)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140904)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->À MINHA SOGRA QUERO BEM, MAS BEM DISTANTE DE MIM. -- 31/12/2013 - 13:06 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Palavra mais mal tratada
De nossa querida língua
Que dói tanto quanto íngua.
Por sogra não é amada;
Para dela se vingada:
Canta bem alto assim.
Pra chamar sogra ruim
Mal palavra sempre tem.
À minha sogra quero bem,
Mas bem distante de mim.

Nossa sogra nós xingamos.
Isso é um grande engano.
E um modo subumano
À nossa mãe nós amamos.
Da dos outros não gostamos.
Não podemos ser assim
Pois virá daí por fim
Um amor. Aquele alguém.
À minha sogra quero bem,
Mas bem distante de mim.

Mas tem sogra que não presta.
Pois se mete em nossa vida.
Não é pessoa bem querida.
Mete sua colher de festa
Em tudo. E ainda contesta.
Reclama muito, faz pantim.
E quem tem sogra uma sogra.
Quer vê a velha no além.
À minha sogra quero bem,
Mas bem distante de mim.

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, DEZEMBRO/2013.

O MOTE ADAPTEI. COMO NÃO SEI DE QUEM É, DEIXEI DE PUBLICAR O AUTOR, QUE SE IDENTIFICADO SERÁ MENCIONADO IMEDIATAMENTE.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 395 vezesFale com o autor