Usina de Letras
Usina de Letras
34 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->NÃO VOU ESTABELECER METAS, VOU DOBRAR QUANDO ALCANÇAR. -- 29/07/2015 - 14:25 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Em suas comunicações
Nossa “ gênio” presidente
Em discurso sem precedente
Disse mais aberrações.
Como noutras ocasiões,
Mulher sapiens veio a criar
E a mandioca elogiar
Desfilando de bicicleta
“Não vou estabelecer metas
Vou dobrar quando alcançar”.

Ninguém entendeu o recado,
Que mesmo assim foi aplaudido
Ficar de queixo caído
Só pode ser pau mandado
Ou bando de retardado
Que estava naquele lugar
Pra como claque atuar
Em busca de sua coleta
“Não vou estabelecer metas
Vou dobrar quando alcançar”.

Doutora em Economia
Que não sabe aritmética
Nem faz frase com estética
Deve ter anomalia
Ou sofrer de disritmia
Não consegue calcular
Muito menos frasear
Devia calar ficar quieta
“Não vou estabelecer metas
Vou dobrar quando alcançar”.

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, JULHO/2015
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 396 vezesFale com o autor