Usina de Letras
Usina de Letras
45 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60374 )

Cartas ( 21289)

Contos (13387)

Cordel (10358)

Cronicas (22278)

Discursos (3194)

Ensaios - (9719)

Erótico (13520)

Frases (48266)

Humor (19559)

Infantil (4832)

Infanto Juvenil (4183)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139383)

Redação (3120)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2438)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5813)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
cronicas-->Desemprego -- 27/04/2004 - 00:37 (Adriane) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
São muitos os problemas no Brasil que precisam ser solucionados pelo presidente Lula, mas o desemprego é o que mais anda preocupando os cidadãos brasileiros. Sabe-se que a cada dia, aumentam ainda mais o número de pessoas nas filas em busca de emprego, o que é fato muito preocupante para o governo. O longo tempo que essas pessoas passam nas filas é insignificante, pois a esperança de ganhar um emprego e o desejo de voltar para casa com um sorriso no rosto, fala muito mais alto nesses momentos de tensão. Para esses cidadãos, o fato de estar empregado, é extremamente gratificante, pois sabem que poderão fornecer alimentos e moradia às suas famílias.
Uma das maiores causas do desemprego em nosso país é desencadeado da situação económica incluindo altos valores de inflação e crescente déficit. Essa situação faz com que os produtos fiquem mais caros e consequentemente assim, as vendas acabam diminuindo, já que os próprios consumidores não conseguem acompanhar o aumento de preço. Diante disso, para evitar falência, a empresa procura economizar de todas as maneiras inclusive na demissão de um certo número de funcionários, já que estes provocam grandes gastos. E é exatamente isso que acontece no Brasil.
Um fato histórico que causou o desemprego em nosso país, foi a Revolução Industrial, a qual substituiu a mão-de-obra assalariada dos trabalhadores pelas máquinas utilizadas até então. Essa era e continua sendo uma maneira vantajosa para a empresa que deseja economizar em seus gastos ainda mais porque uma máquina é muito mais produtiva e resistente enquanto os funcionários possuem direitos trabalhistas, o que acaba provocando maior investimento de capital da empresa.
Mas o desemprego não aparece sozinho, pois juntamente com ele, surgem muitos outros problemas capazes de agravar ainda mais a situação do país. É justamente por isso, que hoje vivemos com uma ampla desigualdade social em que se predomina de um lado, a crescente pobreza, e de outro, os privilégios construídos pelas pessoas de maior poder aquisitivo.Trava-se uma disputa entre homens de idéias e pensamentos completamente diferentes. O desemprego leva mendigos às ruas suplicando por uma moeda ou mesmo os ladrões, que se achando onipotentes com uma arma na mão, tiram a vida de pessoas inocentes. A vida se tornou um caos e a violência pode ser encontrada nas ruas, na escola, no trabalho ou até mesmo no momento em que você está em casa. Toda essa situação tornou-se um labirinto. As barreiras nos impedem de escapar e a saída para todos esses problemas é muito difícil encontrar.
Poderia haver algum remédio que curasse todos esses problemas provenientes da doença do desemprego? São muitas as pessoas que acreditam ser Lula o responsável pelo extermínio desse mal. Para falar a verdade, o governo realmente precisa ter como principal objetivo, a resolução desses problemas. Porém, o que muitos precisam saber é que somente aos poucos, as conquistas se concretizarão. Se o governo, por exemplo, incentivasse mais os produtos nacionais, consequentemente, aumentariam as vagas de emprego. A diminuição dos impostos também incentivaria a contratação de mais empregados. É preciso que todos de uma forma ou outra trabalhem conscientemente na reconstrução de nosso país. As doações são de extrema importància, no entanto, o Brasil não pode somente viver disso. É preciso que o governo incentive novas oportunidades de empregos gerando uma boa circulação do capital. Outra contribuição seria a diminuição dos impostos, que acarretaria na maior contratação de funcionários. Isso também poderia diminuir o número de marginais que vivem nas ruas levando-os à conquista de seu próprio dinheiro. A ajuda do governo é fundamental, mas a ajuda de um grande conjunto de pessoas poderá significar muito mais, pois unidos, jamais seremos derrotados.
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui