Usina de Letras
Usina de Letras
20 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50861)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140904)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->TOMÁS TURBANDO E ROLANDO LERO ZÉ LIMEIRANDO -- 28/06/2016 - 18:56 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos




As Olimpíadas do Rio

Feitas por Tomácute;s Turbando,

Junto com o Pinochet,

Ali Babácute; e seu bando,

Pra Cuba continuar

Na Zona do Euro mandando.



O plano deu todo errado;

Pois o neoliberalismo,

Segundo um tal de Farias,

Essa obra do calvinismo,

Não teve ajuda do Papa

Que aderiu ao budismo.



Chamaram o arcebispo

Da Grécia de Calcutácute;,

José Eduardo Cardoso

Para poder ajudar

A construir o Romeirão

Na ilha de Madagascar.



Mas o grande arquiteto,

O famoso Bustamante,

Meteu o pau em Golias;

Aquele grande gigante,

Pra ganhar a concorrência

E levantar a jusante



Duma fácute;brica de bolas

Pertencente à Petrobrácute;s,

E fazer em Passadena

Sapatos da Vulcabrácute;s.

Pra tudo se realizar

Houve aval do Satanácute;s



E também de um Molusco

Capturado na Taíba,

Que estácute; com muito medo

De morar em Curitiba,

Por ter feito uma casa

Que era embaixo, em riba.



A tal casa era tão grande

Que levou muito Pinheiro.

Precisou-se de palestras

Para arrecadar dinheiro.

Uma grande parte veio

Das bandas do estrangeiro.



Transportado em grandes malas

Dentro de navios negreiros.

Jácute; os fundos de pensão

Pagou trabalho de torneiro.

Teve uma parte desveiada

Para guerra dos balaieiros.



Pois esses bravos soldados

Lutaram no Paraguaio

Comandados por Pinochet

E seu famoso papagaio

Depois de cruzarem os Alpes

Entre o Congo e o Uruguaio.



No Congo pegaram chuva

E frio abaixo de zero,

Lutaram com general,

O destemido Rolando Lero.

Depois da luta ouviram

De Gonzagão um bolero.



Mais um tocador de tuba

Resolveu ganhar boa grana

Estocando todo vento;

Ideia genial de Vana,

Que fugiu da Bulgaria

Numa grande caravana



De cavalos e jumentos

Coisa de gente cigana.

E aportou em Portugal

No deserto, na savana.

Onde teve que enfrentar

Grande bando de ratazana,



Que acabou contaminado

Com o vírus da Aids,

Transmitido por mosquito

Na cidade de Adelaide.

Em Cuba perto do Zaire,

Governada pelo alcaide



Doutor Floriano Peixoto

Do Rio Grande do Norte;

Que na guerra dos farrapos

Que tivera muita sorte

Ao encontrar muitos bois;

Grande rebanho de corte



E montou um frigorífico

Com dom Miguel de Cervantes

Que era primo de Oscar Alho,

De Turbando Bustamante.

Juiz que defendeu Pelé

Que jogava de volante.



HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO

FORTALEZA, JUNHO/2016


Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 413 vezesFale com o autor