Usina de Letras
Usina de Letras
34 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50863)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140908)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->PRESIDENTA INOCENTA 2 -- 21/08/2016 - 20:45 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

As militantes de esquerda,
Do grupo das semoventas,
Mostrou total despreparo,
No Português incompetenta,
Ao chamar Dilma Rousseff
De presidenta inocenta.

Disse ainda a excelência
Que a Coração Valenta
Estava-nos governando
De maneira excelenta,
Pois tinha capacidade
E era grande gerenta.

Nas escolas iam ensinar
Que vento é macho de venta.
Dos homens arrancam dentes
E das mulheres as dentas;
Estepe de um veículo
É peça sobressalenta.

Feminino de escrevente
Passou a ser escreventa.
Auxiliar de pedreiro
Pode ser uma serventa.
Mulher que não paga as contas
Será agora insolventa.

Bandidas também serão
Chamadas de delinquentas.
O Brasil tem leis arcaicas
Que ainda estão vigentas.
Nos bancos agora se abre
Somente conta-correnta.

Médica recém formada
É chamada residenta.
As médicas oculistas
Pra mulher receitam lentas.
Mulher que fala outra língua
É chamada de fluenta.

Brasil pode vir a ser
A Nação independente
Quase livre do petismo
E de sua gente nojenta
Que deixou nossa Nação
Totalmente insolvente.

A Nação, que há duas décadas,
Era muito fluorescente
E também em sua língua
Era bastante eficiente
Agora pode voltar
Com Português condizente,

Deixando pra trás a língua
Do sabujo subserviente,
Da turma do pau mandado,
Puxa-saco inconsequente,
Do Molusco analfabeto,
Cachaceiro insolente.

HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, AGOSTO/2016.
Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 264 vezesFale com o autor