Usina de Letras
Usina de Letras
25 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 


Artigos ( 62475 )
Cartas ( 21336)
Contos (13274)
Cordel (10453)
Crônicas (22547)
Discursos (3241)
Ensaios - (10470)
Erótico (13578)
Frases (50861)
Humor (20083)
Infantil (5499)
Infanto Juvenil (4821)
Letras de Música (5465)
Peça de Teatro (1377)
Poesias (140904)
Redação (3323)
Roteiro de Filme ou Novela (1064)
Teses / Monologos (2437)
Textos Jurídicos (1962)
Textos Religiosos/Sermões (6250)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Cordel-->DE INCOMPETENTE A PRESIDENTE -- 04/09/2016 - 13:49 (HENRIQUE CESAR PINHEIRO) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos

Em todos país do mundo
Governar é competência.
Aqui em nosso país,
É sempre conveniência,
De alianças espúrias;
Acordos de leniência.

Já o povo brasileiro,
Elege seu presidente,
Prefeito, governador,
Sem ver se são competentes;
Sem ao menos conhecer
Deles passado e presente.

Políticos analfabetos,
Com palavras carcomidas,
Discursos sem essência,
E com promessas falidas;
Sempre enganam o povo,
De quem tiram até a vida.
.
Vota por qualquer promessa
De forma inconsequente.
Logo depois da eleição
Vem bronca pra cima da gente.
Por isso em poucos anos
Tiramos dois presidentes.

Último caso foi grave
Da eleição de presidente.
Elegeu-se governante
Bastante incompetente,
Que levou país à falência
De maneira inconsequente.

Ao povo foi apresentada
Como uma grande gerente.
Porém não passava mesmo
De verdadeira demente,
Que saudava a mandioca;
Aquele ser bem demente.

Acabou com Petrobras
Nosso maior expoente.
No exterior o país
Passou a ser insolvente
Para Cuba, Venezuela
Mandou a grana da gente.

Deixou milhões sem emprego
Inflação bem ascendente.
Sempre escondendo os fatos
Mentindo frequentemente.
Única coisa que fazia
Bem. Eficientemente!

Conseguimo-nos livrar
Dela. Mas não totalmente.
Pois “honestos” senadores
Deram esperança ao ente,
Com foro privilegiado
E pena benevolente.


HENRIQUE CÉSAR PINHEIRO
FORTALEZA, SETEMBRO/2016

Comentarios
O que você achou deste texto?     Nome:     Mail:    
Comente: 
Perfil do AutorSeguidores: 197Exibido 259 vezesFale com o autor