Usina de Letras
Usina de Letras
75 usuários online

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 60346 )

Cartas ( 21288)

Contos (13386)

Cordel (10358)

Cronicas (22276)

Discursos (3193)

Ensaios - (9712)

Erótico (13520)

Frases (48231)

Humor (19546)

Infantil (4824)

Infanto Juvenil (4173)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1345)

Poesias (139334)

Redação (3115)

Roteiro de Filme ou Novela (1062)

Teses / Monologos (2437)

Textos Jurídicos (1949)

Textos Religiosos/Sermões (5808)

LEGENDAS

( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )

( ! )- Texto com Comentários

 

Nota Legal

Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Artigos-->Dia Internacional da Mulher..., -- 08/03/2001 - 23:33 (Aurora F. W. Gomes) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos


Palavra que deriva muitas outras, dentre as quais destacamos a melhor que é Mãe, que é uma palavra que quando é levada com amor, significa tudo de maravilhoso que existe no mundo.

Com isso não queremos afirmar que às mulheres que não tiveram o prazer de ter filhos, não sejam dignas de elogios. Conheço muitas que fazem muito mais pelos órfãos, mendigos, crianças e idosos abandonados em Hospitais e asilos, que muitas mães que não tiveram oportunidade de criar seus filhos, por falta de tempo ou não ter conhecimento da importância de ser mãe.

Mas mulher não é ser só mãe! Ela significa além de embalar um berço, a renúncia de saber conduzir seus filhos, pais, maridos e amigos no sentido de manter unidade da família.

Apesar de representarem mais de 40% da força de trabalho mundial, as mulheres continuam longe do comando: Apenas 3% tem cargos executivos em grandes empresas, segundo estudo divulgado pela Organização Internacional do trabalho ( OIT).

As condições de trabalho das mulheres continuam precárias, e a possibilidade de romper a barreira que as separa dos homens no comando ainda é remota.

De acordo com o estudo, em 41 países pesquisados a participação das mulheres nos cargos de administração não passa de 30%, e quanto mais alto o cargo maior a discrepância. Na Argentina em 1.700 empresas a pesquisa mostrou que só 9,7% dos cargos executivos são ocupados pelas mulheres.

No Brasil as mulheres o mesmo estudo revela que 30% das micro e pequenas empresas estejam nas mãos de mulheres.

Um estudo da ONU revela que entre 30% e 60% das microempresas da América latina são comandadas por mulheres.

No EUA, segundo a Fundação Nacional para as Mulheres Donas de Negócios, um terço dos negócios no setor formal, e possivelmente mais no informal, são comandados por mulheres.

Mesmo quando a mulher trabalha fora do lar, ela mantém o título de “ Rainha do lar”. Chega em casa cansada e mesmo com seu marido desempregado ou ganhando bem menos que ela, cumpre o dever de cuidar da casa e assim mantém o sustentáculo maior do ser humano que é a família.

Repare que uma mulher em casa, nunca é considerada ou chamada de desempregada. Ao contrário, ela emprega supostamente seu tempo nas nobres atividades das quais, muitos pensam, que elas jamais deveria ter se afastado.

O homem quando perde o emprego, perde também a face como provedor, mesmo que o salário da sua mulher seja o dobro do seu. Olhado sempre com pena, sente-se humilhado pelos olhos do preconceito.

O desemprego como à família já é, em si, causa bastante de angústia, convivência com a incerteza suficientemente penosa de preconceitos enraizado na realidade dos ancestral da colheita e da caça que separa o mundo das mulheres e dos homens, em mundo doméstico e mundo do trabalho.

No mundo atual homens e mulheres experimentam novas formas de vida, de organização do espaço e do tempo. Trabalham em casa em horários que lhes são convenientes. Muita das vezes o casal se reveza durante à noite em sala de bate papo ou pesquisa de novos serviços.

Gostaria de saber porque os pesquisadores do universo do desemprego nunca perguntam aos homens desempregados se usam seu tempo ocioso, nas atividades domésticas, que sempre cabem às mulheres? Acho que todos concordam, intuitivamente que a resposta seria um sonoro não.

Pior que a resposta previsível é a omissão a pergunta.

A era virtual está confundindo os passos de homens e mulheres em situação de trabalho não mais em fábricas e nas ruas, mas nos corredores da própria casa, no quarto ou escritório onde instalaram os computadores.

Há 38 anos a mulher conseguiu mostrar o porque que veio ao mundo. Após muitas lutas pela igualdade com os homens conseguiu que no dia de hoje fosse comemorado o “Dia internacional da Mulher”.

Lamentamos que a luta da mulher esteja caminhando para a devassidão! Com os bailes funk as adolescentes estão se prostituindo e perdendo o romantismo.

Com os versos “Quero ir para o motel e brincar com o Pikachu e “Um tapinha não dói” versos cantados por mulheres, parecem ser o suficiente para a imaginação libidinosa dos homens, que decidiram mostrar que são “Tigrões e dar muita pressão nas tchutchucas.

As adolescentes estariam sendo dominadas dentro dos salões e pelo que estamos presenciando, é uma ação imperativa. A menina que não se submete acaba ficando fora da turma. Elas saem de casa sem calcinha e de saia e mantém relações sexuais com os meninos enquanto dançam em fila indiana, formando um trenzinho, ou

sentadas no colo dos rapazes, fazendo a chamada dança das cadeiras que antigamente era coisa de crianças.

O pior de tudo é que elas dizem que é uma brincadeira. Só percebe da gravidade quando ficam grávidas e não sabem quem é o pai da criança que esperam, porque transam com vários rapazes.

No Rio de Janeiro uma menina de 14 anos engravidou e os pais querem justiça contra os organizadores do chamado baile funk.

Depois de brigas e striptease só mesmo o sexo dentro dos salões. Onde vamos parar?

Antes dessa data , aprendemos que à mulher nascia para servir ao homem ou então ser professora. Era o sonho de todas casar e por vezes antes mesmo de nascer tinha o seu destino acertado. Os pais com os amigos faziam planos para os futuros nenens. Lembro que eu tinha obrigação de casar com uma menina minha vizinha por vontade dos nossos pais. Não concordamos e hoje mantemos o celibato.

Conheci muitas mulheres e todas sem exceção foram românticas e carinhosas. Tive sorte já que tenho muitos amigos que reclamam das suas namoradas, amantes e esposas.

Não conheço nenhuma mulher que não seja sonhadora! Até aquelas que se dizem homossexuais são super românticas. Mas por enquanto prefiro às femininas!

Elas gostam de servir ao homem e para eles são : Esposa; lavadeira; passadeira; costureira; cozinheira, confidente e por muitas vezes se transforma em mãe e conselheira.

Por vezes perguntam como elas conseguem desempenhar tantas funções? Só um ser abençoado por Deus tem tantos predicados! Acho que o meu lado feminino está colocando palavras em mim. Mas esse lado feminino com certeza é sapatão.

Quase esqueci da minha mãezinha que decepcionada por eu ter nascido menino, dizia que queria me ensinar a fazer tricô e crochê.

Mas com certeza esse lado feminino é sapatão



Mulher é poesia

Perfume da flor

Imenso jardim

No coração só amor

Mulher é magia

Por vezes paixão

Não dá alergia

Provoca tremor

Mas trás alegria

No parto com dor

Mulher é dengosa

Charmosa ao vestir

Por vezes apela

Perua ao sair

Fingindo menina

Provoca os meninos

Se torna felina

Quando encontra o amor...



Saudade mãe e vózinha queridas! Não esqueço o quanto se sacrificaram por mim. Obrigado por fazer com que eu ame às mulheres e parabenize esse dia em que são homenageadas. Acho uma injustiça, já que para mim todos os dias são das mulheres.

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui