Usina de Letras
Usina de Letras
51 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59675 )

Cartas ( 21255)

Contos (13343)

Cordel (10321)

Crônicas (22226)

Discursos (3170)

Ensaios - (9538)

Erótico (13486)

Frases (47228)

Humor (19421)

Infantil (4629)

Infanto Juvenil (3943)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138798)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5663)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->A Minha Amada -- 16/05/2007 - 12:55 (Alvaro Nascimento Vieira) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
A Minha Amada

=============



Por que os poetas acreditam ser tão belo

Cantar a morte, o sofrimento e a solidão?

Seria só necessidade do ofício

Que se transforma em tão terrível e triste vício

Ou realmente falta a eles diversão?



Ao ser poeta, ter a vida estraçalhada

É, em verdade, tão sublime condição?

Se for assim, feliz de mim que sou inculto,

Que posso amar uma pessoa, não um vulto

E que de toda a minha vida é a razão



Pergunto então por que motivos eu mereço

Ainda vivo ter a plena sensação

De estar no céu e ter um anjo ao meu dispor

De tendo frio, me aquecer em seu calor

De ser feliz, de não sentir apreensão?



Já não mais posso disfarçar o meu encanto

Não faz sentido acovardar minha emoção

Direi a todos o que adoça a minha alma

O que me enlaça, o que me excita, o que me acalma

O que adiciona primavera ao meu verão



Possui um jeito de me olhar alucinante

Me faz perder a eloquência e a atenção

Desnorteado, fico pálido, calado

Agradecendo, me sentindo abençoado,

Por estar junto de tamanha perfeição



Quero abraçá-la, quero tê-la em meus braços

Se for preciso tiro a vida de um dragão

Retorno ao reino, vou salvar minha princesa

A mais sincera e pura forma da Beleza

A mais sutil e delicada criação



Quando percebo alguns detalhes pequeninos

Reparo o quão maravilhosos eles são

São sapatilhas, fitas rosas de cetim

Declarações de amor vertidas só pra mim

Que me conduzem a uma outra dimensão



A minha amada é, dentre todas as mulheres,

A que me apóia sem pudor ou restrição

Preenche cada um dos sonhos que eu almejo

Não mede esforços, satisfaz o meu desejo

Não mede afeto, satisfaz meu coração.



E se está triste é o meu peito que se aperta

Faço o impossível procurando solução

Para extirpar um sofrimento de menina

Trazer de volta a minha alegre bailarina

E em seu sorriso declarar minha invasão



Que ela veja em mim seu guia, seu piloto

Que nosso vôo seja sempre em ascensão

Pois pela vida, de mãos dadas, voaremos

Realizando enfim os planos que hoje temos

Trocando ouro por momentos de paixão.



E como é meiga, e como é doce, e como é linda!

Prometo a ela toda a minha proteção

Serei amigo, companheiro, serei forte

Estarei perto até depois da minha morte

Farei o que outros não fizeram e não farão.



Só peço a Deus que a eternidade seja ela

Ou que permita meu repouso sob o chão

Pois por seus beijos e abraços sou faminto

Quero poder mostrar a ela o amor que sinto

Amor maior que do Universo a imensidão.

Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui