Usina de Letras
Usina de Letras
53 usuários online

 

Autor Titulo Nos textos

 

Artigos ( 59675 )

Cartas ( 21255)

Contos (13343)

Cordel (10321)

Crônicas (22226)

Discursos (3170)

Ensaios - (9538)

Erótico (13486)

Frases (47228)

Humor (19421)

Infantil (4629)

Infanto Juvenil (3943)

Letras de Música (5497)

Peça de Teatro (1340)

Poesias (138798)

Redação (3078)

Roteiro de Filme ou Novela (1061)

Teses / Monologos (2432)

Textos Jurídicos (1946)

Textos Religiosos/Sermões (5663)

 

LEGENDAS
( * )- Texto com Registro de Direito Autoral )
( ! )- Texto com Comentários

 

Nossa Proposta
Nota Legal
Fale Conosco

 



Aguarde carregando ...
Poesias-->Aos Outros -- 16/05/2007 - 12:56 (Alvaro Nascimento Vieira) Siga o Autor Destaque este autor Envie Outros Textos
Aos Outros

==========



Bobo é aquele que se julga muito esperto

E que com os bobos nada tem a aprender

Pois maioria são os bobos – isto é certo

E a maioria não se pode combater



Mas não me aflige a estupidez dessa grandeza

Creio ser útil toda a massa ignorante

Pois contra o fio da tesoura da esperteza

Suas idéias têm a força de um barbante



Obedecer: essa é a tarefa do otário

Raciocinar um pouco mais, não poderia

Pois dá trabalho e a sua preguiça contraria



Que reclamar, então, de ser minoritário?

Há muito tempo meu avô já me dizia:

“Não ‘fosse os bobo’, dos espertos, que seria?”
Comentarios
Renove sua assinatura para ver os contadores de acesso - Clique Aqui